NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

ENFERMOS NA FÉ

"Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas." (Romanos 14:1)

 Provavelmente cristãos judeus de Roma não dispostos a abrir mão da observância de certas exigências da lei, como as restrições alimentares e a guarda do sábado e de outros dias especiais. Tal preocupação não era exatamente igual à dos judaizantes da Galácia. Os judaizantes acreditavam poder levar Deus a lhes dever um favor ao praticarem as obras da justiça e procuravam forçar as igrejas da Galácia a aceitarem essa doutrina herética, mas os cristãos "fracos" de Roma não eram assim. Ainda não tinham ideia clara da posição dos regulamentos do Antigo Testamento dentro da Nova Aliança inaugurada pela vinda de Cristo. São muitos os que estão enfermos na fé, e, antes de pensarmos em criticá-los, devemos procurar ajudá-los, orientá-los de acordo com a Palavra de Deus. Como são tantas as religiões, os ensinos, as seitas, tradições antigas e obsoletas, muitas pessoas creem no que nada é, pensando que estão agradando a Deus. Muitos são os que fazem sacrifícios tolos, os que fazem separações de dias, números, situações, comidas, e não por maldade, mas por acharem que é o correto, e temem fazer o contrário ou deixar de fazê-lo. São pessoas fracas na fé, ainda estão enfermas, e, portanto, como servos do Deus vivo, devemos atender e levar a verdade, mas não podemos acusá-las."Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes. O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu." (Romanos 14:2-3). Ainda existem muitos cristãos que não comem carne de porco, pois acham que é pecado, outros não comem carne na sexta-feira santa, e outras coisas mais. Mas não podemos julgar essas pessoas, devemos ensinar-lhes a luz da Palavra, que isso nada vale, mas não podemos obrigá-las a mudar esses hábitos, porque, se estão comendo, é para o Senhor, e se não comerem também o é, portanto, comendo ou não comendo, não estão pecando por esse motivo. As pessoas que são fracas na fé carregam muitas crenças antigas, coisas e hábitos adquiridos ao longo do convívio com pessoas antigas através de outras culturas. Não é o comer ou deixar de comer, ou respeitar este ou aquele dia, ou não respeitá-lo que transforma uma pessoa em mais santa. Essas que ainda preservam esses costumes antigos são fracas na fé, estão enfermas e cabe a nós mostrar que em Jesus há liberdade.
 "Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar."(Romanos 14:4). Não podemos julgar em hipótese alguma os servos do Senhor por questões de tradições, costumes e hábitos, porque são servos de Deus e não nossos, mesmo sendo nossas ovelhas, porque o fato de guardar esses costumes mostra que estão fracas na fé, enfermas, mas não que estejam pecando deliberadamente. E nós temos que combater o pecado, não o permitir, e confrontar os irmãos que estiverem em práticas contrárias à Palavra de Deus. E julgar, acusar esses irmãos fracos na fé é pecado. Há pessoas que não conseguem abandonar algumas práticas alimentares, que lhes foram ensinadas desde criança, e, como não é pecado, não podemos culpá-las, mas ajudá-las. A única prática que devemos confrontar, julgar, é de pessoas que adoram imagens, santos, santas, pois é pecado, são desobediências e afrontas ao Senhor. "Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente." (Romanos 14:5). Há pessoas que acham que sexta-feira é um dia diferente espiritualmente, e isso acontece não só no mundo profano, onde as pessoas que trabalham ou são envolvidas com espiritismo usam esse dia para fazer trabalho e despacho. Assim também em várias igrejas, templos evangélicos usam os dias de sexta-feira para fazerem cultos de libertação, e realmente creem que os dias de sábados são diferentes. Estamos falando de pessoas que conhecem o Evangelho, mas ainda estão enfermas. Pessoas que, por mais que queiram se livrar, não o conseguem, carregam crenças e medos com elas por toda a vida, se não obtiverem ajuda de pessoas a serviço do Reino. Uns acreditam ou têm medo de sextas-feiras 13, acham que é um dia de azar ou de sorte. Mas o fato é que essas pessoas são enfermas, mas não estão pecando."Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus." (Romanos 14:6). Aquele que faz a separação de dia ou que come ou deixa de comer algo não está pecando, e, se vive de acordo com a Palavra do Senhor, o que faz está fazendo para Deus. Aquilo que come, de que se alimenta nada vale, e Jesus deixou isso bem claro, assim como dias, números e outras coisas nada são, o que importa é o nosso amor e a obediência aos preceitos do Senhor.
 "Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor." (Romanos 14:7-8). Não vivemos para nós mesmos. Uma vez que sabemos que Cristo é tudo em nossas vidas, o nosso propósito é agradar-lhe. E se o fraco, o enfermo na fé não come alguma coisa, ou guarda certo dia, assim o faz pensando em agradar ao Senhor, e se não o faz, também é com o objetivo de agradar-lhe. Se vivemos para o Senhor, e se morremos também para Ele, é porque temos fé de que o encontraremos e passaremos com Ele a eternidade; sendo sãos na fé, sabemos que as práticas de comidas, dias ou coisas nada valem nem nos aproximam ou nos afastam do Senhor. De toda a maneira, tudo fazemos com o objetivo de servir ao Senhor e agradar-lhe, portanto não cabe nenhuma espécie de julgamento a pessoas por esses motivos. "Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos." (Romanos 14:9). Jesus morreu para nos dar salvação, para nos dar vida em abundância, e não podemos confundir a vida abundante com prosperidade material, porque Cristo não morreu para que alguém tivesse uma casa, um carro novo ou tivesse dinheiro, morreu para nos dar vida. Foi ferido para que pudéssemos receber a cura de todas as enfermidades, mas o sangue foi para a nossa salvação. Sangue é Vida. Tudo está diante do Senhor, e Ele é o único Senhor dos vivos e dos mortos, Ele é Deus e tudo está sujeito a Ele. Assim não podemos julgar atos e ações que não são pecados e nem ofensas ao Senhor, mas simples práticas de pessoas fracas na fé. "Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo." (Romanos 14;10).Todos nós iremos comparecer diante do tribunal, diante de Jesus, e Ele não estará como advogado, e sim como Juiz. Iremos prestar contas dos nossos atos e julgamentos, porque não podemos ultrapassar o Evangelho, não podemos acusar, condenar o que o Senhor não faz. As pessoas fracas na fé estão enfermas, e todos os enfermos precisam de tratamento, de ajuda e é o nosso dever ajudá-los, e não causar mais dano, e não dar a sentença de morte. Temos que observar bem o que é desobediência ao Senhor e o que não é, não confundir religiosidade, fanatismos com o Evangelho. "Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus." (Romanos 14:11).Todos se rendem ao Senhor, inclusive o nosso adversário, todos confessam que somente Cristo é o Senhor. Todos se prostrarão diante do Senhor e receberão vida ou castigo eterno. "De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus." (Romanos 14:12).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário