NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

CARREGANDO A CRUZ

"E, levando Ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota, Onde o crucificaram, e com Ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio." (João 19:17-18)

 Jesus passou pelos piores sofrimentos e humilhações; como homem foi submetido aos extremos de dor, sofrimento, vergonha, vexame, sendo inocente de tudo. Tudo fez e sofreu por amor a nós, um povo obstinado e pecador, que não valoriza o sacrifício da cruz, e por isso padece. Fizeram com que Ele carregasse a sua própria cruz para ser crucificado nela, e somente quando já não mais tinha condições de carregá-la é que fizeram uma outra pessoa levá-la para Ele. Foi crucificado junto com dois ladrões, um de cada lado, tudo fizeram para humilhar o Filho de Deus. Em tudo o que fizeram com esse inocente tiveram o apoio da maioria, a população os apoiou ou se calou. Estou falando dos milhares que se beneficiaram com os seus milagres, dos milhares que se alimentaram das multiplicações de pães e peixes, dos que foram curados, libertos, dos que não defenderam e exigiram a sua morte, sim exigiram, pois a população exigiu diante de Pilatos a crucificação e morte de Jesus e pediu que o sangue Dele caísse sobre eles e seus filhos. Mas o que aconteceu naquele dia continua acontecendo diariamente diante desse povo, que recebe muito do Senhor e depois lhe vira as costas. "E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS." (João 19:19). Pilatos foi praticamente obrigado, forçado a condenar o Senhor, e foi, inclusive, ameaçado de ser denunciado a Roma, a César, se não mandasse executar o Filho de Deus, mas ele escreveu a verdade, o título correto, pois Jesus era e É O Único Rei. Se observarmos com cautela, veremos que somente os religiosos foram os que exigiram a morte de Jesus, os que conheciam a lei e sabiam que Ele era o Filho de Deus, e a maior acusação que puderam lhe imputar foi a que Ele tinha se declarado Filho de Deus. Temos que tomar cuidado com os religiosos, são pessoas que falam, ou melhor, citam o nome de Deus, mas de forma contrária. São pessoas que aparentam somente ser pessoas tementes, mas são desobedientes e criadoras de preceitos de homens, são os assassinos do Filho de Deus.
 "E muitos dos judeus leram este título; porque o lugar onde Jesus estava crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, grego e latim." (João 19:20). Pilatos mandou escrever nos idiomas que predominavam naquela região exatamente para que todos lessem, e isso desagradou a esses fariseus, religiosos criminosos. Jesus era e é o Rei em todos os idiomas da terra e dos céus, Ele é o único Rei, e o inferno reconhece, se incomoda, mas reconhece, pois não tem outra alternativa. Todas as igrejas, pessoas sabem que o poder, a autoridade, quem a tem é somente Ele, mesmo que não aceitem, que combatam, sabem que somente Ele é o Senhor. "Diziam, pois, os principais sacerdotes dos judeus a Pilatos: Não escrevas, O Rei dos Judeus, mas que ele disse: Sou o Rei dos Judeus. Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi." (João 19:21;22). Pilatos escreveu uma declaração clara de quem era Jesus, só que os religiosos queriam mudar, mas Pilatos permaneceu firme e não o permitiu. O inimigo sempre tenta, sempre vai querer apresentar alguma divindade, alguma criatura, ou alguma coisa dizendo ser Deus, mas, a bem da verdade, todos sabem que somente Jesus é Deus. E todos têm que se submeter a Ele, têm que se render a Ele, todos os joelhos se dobram diante de Jesus Cristo, o Filho de Deus. As igrejas atuais, os templos da nossa atualidade estão cheios de religiosos, estão assassinando e ensinando a assassinar o Filho de Deus a todo o momento com suas práticas e ensinos heréticos."Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura." (João 19:23). Jesus nasceu como homem em uma manjedoura, em um local para animais; foi perseguido, preso e, no final, terminou crucificado. E isso aconteceu com ele sendo inocente, sendo o Filho de Deus, não nasceu em palácio, ou em família rica, e, durante a sua vida, seu ministério, não ajuntou riquezas ou patrimônio. O seu patrimônio material eram somente as suas vestes, as quais os seus algozes pegaram e dividiram entre si, mas tudo isso estava profetizado. Jesus não teve bens materiais, e também não veio e sofreu para que ninguém os tivesse, Ele veio para nos dar salvação. O Filho de Deus não foi enviado para passar por todo sofrimento e morte para que alguém conseguisse prosperidade material, uma nova casa, carro ou dinheiro. Quem assim ensina e acredita são os assassinos de Jesus da nossa atualidade.
 "Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Para que se cumprisse a Escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, E sobre a minha vestidura lançaram sortes. Os soldados, pois, fizeram estas coisas." (João 19:24). Houve disputa para ver quem ficaria com a sua túnica. Enquanto o Senhor sofria com os pregos em suas mãos, enquanto sentia uma dor lancinante e a fraqueza invadia o seu corpo, os soldados disputavam quem ficaria com as suas vestes. Ainda é assim, as pessoas estão frequentando igrejas, templos, montes, campanhas, reuniões várias, em busca de bênção, de socorro, de prosperidade, mas não buscam o Senhor, não olham para Ele. Mas também sobre esse povo tudo está profetizado, revelado. "E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Clopas, e Maria Madalena." (Jesus 19:25). Ali perto, observando o sofrimento,estava Maria, ou seja, as Marias, e Jesus, vendo o sofrimento e pensando na vida física e espiritual, faz um pedido a João e a Maria, sua mãe carnal, para que se cuidassem um do outro. Pediu para João, o autor deste Evangelho, que cuidasse dela como se fosse sua mãe, e pediu a Maria que cuidasse de João como se fosse o seu filho. "Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem Ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa." (João 19:26-27). Jesus sempre teve um carinho especial por João. Ele é aquele que, no quadro da Santa Ceia, aparece encostado em Jesus. Na última ceia ele estava apoiado no Senhor, quando perguntou a mando de Pedro quem era o traidor. Em várias citações na Bíblia, este autor se refere a ele mesmo como o discípulo a quem o Senhor amava, agora Jesus pede que ele tome conta da sua mãe e pede a ela que tome conta dele como filho também. "Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede." (João19:28). Jesus ali, naquele sofrimento, sabendo que tudo tinha se cumprido, que as Escrituras tinham se cumprido Nele, que as profecias, as revelações, que a lei tinha se cumprido, então fez questão de concluir exatamente como o Pai tinha determinado. "Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissopo, lha chegaram à boca. E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito." (João 19:29;30).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário