NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

O SEGUNDO MAIOR MANDAMENTO

"E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos,entranhavelmente misericordiosos e afáveis. Não tornando mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção." (1 Pedro 3:8-9)

Jesus nos mandou amar o próximo como a nós mesmos. Esse é o segundo maior mandamento, mas para a nossa infelicidade é muito pouco praticado. Assistimos a toda parte a pessoas de todas as religiões e credo brigarem, se ofenderem, discutirem, ferirem-se fisicamente e com palavras. Essas pessoas que assim procedem falam que amam Deus, que são religiosas, e muitos se qualificam como mestres. Pessoas que não toleram e não permitem qualquer tipo de ofensa, ou escolhem qual podem tolerar, e muitos religiosos ainda usam o nome do Senhor dizendo que Ele não quer que sejamos humilhados. O que o nosso Mestre Jesus Cristo nos ensinou com palavras e com seu exemplo foi jamais revidar uma acusação, foi jamais levantar a mão contra o nosso semelhante. Não nos importar com o que se fala a nosso respeito; devemos simplesmente orar por quem nos acusa, sabendo que a verdade sempre virá à tona, e quem nos justifica é o Senhor, portanto não precisamos nos defender. Não devemos estar preocupados com o que as pessoas pensam a nosso respeito, e sim com o que o Senhor vê em nós. Se quisermos alcançar, conseguir as nossas bênçãos, que as promessas do Senhor se cumpram em nossas vidas, devemos aprender a amar o próximo. Aprender a perdoar quantas vezes forem necessárias, não importando o quão grave for a acusação ou ofensa; simplesmente devemos perdoar. Devemos amar a quem nos acusa, quem nos persegue, para que sejamos perfeitos diante do Senhor. "Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano" (1 Pedro 3:10). Não podemos a pretexto de nos justificar revidar uma acusação ou tirar satisfação, porque não precisamos nos defender, uma vez que o nosso Pai tudo vê e tudo sabe. Vigiarmos o que sai da nossa boca, não mentir, acusar, ofender ou maltratar quem que seja, pois prestaremos contas de todas as palavras que proferirmos contra os nossos semelhantes, que também são filhos ou criaturas de Deus.
"Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal." (1 Pedro 3:11-12).Apartar do mal, sair fora, deixar o mal, o que é errado à luz da Palavra, ter um estilo de vida condizente com a Palavra do Senhor. Em todo o tempo devemos fazer o bem a todos, e não escolher a quem fazer o bem, porque todos os que sabem que devem fazer o bem e não o fazem pecam. Deus não tem ninguém privilegiado, porque Ele ama todos, mas os que se prestam a fazer mal, tratar mal ou fazer algo contra alguém estão ofendendo diretamente o Senhor, porque todos são suas feituras. Deus é contra os que fazem o mal; o Senhor é contra todos os que tratam os seus filhos, as suas criaturas mal, e nenhum que assim procede fica sem a devida punição. Como cristãos, devemos lutar pela paz, não como o mundo faz, mas lutar na paz pela paz, não fazendo a guerra para obter a paz, mas sendo de paz e trazendo a paz, porque isso agrada Deus. "E qual é aquele que vos fará mal, se fordes zelosos do bem?" (1 Pedro 3:13). Se formos praticantes do bem, se amarmos todos como a nós mesmos,ninguém vai nos fazer mal, mesmo porque o mal não tem poder diante do bem. E o Senhor, o nosso Deus, não permitirá que toquem em nós; teremos o próprio Deus nos protegendo, porque Ele é Pai, e, se fizermos o bem, estaremos nos colocando como filhos Dele. Filhos têm a proteção do Pai. Sempre quando fazemos o que é certo, quando amamos, somos respeitados e também queridos pelo próximo, é a lei da reciprocidade. "Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis."(1 Pedro 3:14). Mas se tivermos que sofrer por amor à Palavra de Deus, se, por vivermos na prática do Evangelho de Jesus Cristo, vierem afrontas, perseguições, prejuízos, não desanimemos, prossigamos, porque sabemos que o nosso Pai cuidará das nossas feridas; sabemos que receberemos o nosso galardão, o nosso prêmio. Devemos saber que ninguém, absolutamente ninguém, nada pode nos destruir sem a vontade ou permissão do Pai, e essa permissão os nossos inimigos só a terão se não estivermos respeitando a Palavra do Senhor. Portanto, não devemos temer inimigo algum, mas temer o Senhor, porque somente Ele tem poder de nos salvar ou condenar.
 "Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós." (1 Pedro 3:15). Santificar Deus em nossos corações é saber que Ele é o Senhor de tudo, portanto, amarmos, temê-Lo, respeitá-Lo, e não O buscar somente para pedir alguma coisa, e sim aprender a adorar, a reconhecer que Ele é o Senhor, é tudo. Colocar o sentimento de mansidão em nossos corações, e não aceitarmos ou permitirmos a ira, o ódio, a raiva, o ressentimento, ou qualquer outro sentimento nocivo, pois isso é como um veneno, e quem os tem, os mantém é um suicida, pois caminha para a morte. Temos que estar sempre prontos, atender o próximo, amar o próximo, porque, se amamos Deus, obedecemos aos seus preceitos e, consequentemente, amamos o próximo. "Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo." (1 Pedro 3:16). Não nos importar com críticas se nos chamam de fanáticos, se nos chamam de bobos, de religiosos, de alienados, mas saber que em todo tempo as acusações que sempre poderá haver contra nós são a maneira de servirmos o Senhor. Não nos importar se são amigos, parentes ou quem quer que sejam, mas ter a certeza de que só poderão nos acusar de servirmos o nosso Deus. Mesmo esses que nos acusam ficam confundidos, perdidos, porque eles mesmos têm que reconhecer que somos pessoas de amor. Somos pessoas que agimos de acordo com o Evangelho. "Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal." (1 Pedro 3:17). Recebemos acusações por sermos servos, discípulos de Jesus, e não por fazermos qualquer coisa errada. Mas, mesmo quando estivermos sendo perseguidos, acusados, caluniados por causa do Evangelho, devemos glorificar o nome do Senhor, porque fomos achados dignos de sofrer pelo seu nome. Mas somente se as acusações, a dor e o sofrimento a nós infligidos forem exatamente por sermos fiéis à Palavra do Senhor. "Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito." (1 Pedro 3:18). Jesus sofreu horrores e todos os tipos de acusação sendo inocente, mas esse sofrimento foi para nos salvar. Se tivermos que passar por sofrimentos para que sirvam para conduzir uma só alma a Cristo, então obtivemos sucesso. Assim como Cristo foi vivificado, ou seja, tornou a ter vida no Pai, também teremos quando for a nossa hora se estivermos vivendo Nele, praticando o seu Evangelho. "No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água; Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo; O qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potências." (1Pedro 3;19-22).
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário