NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

JESUS ERA ESPERADO

"E, quando os oito dias foram cumpridos, para circuncidar o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido." (Lucas 2:21)

Tudo sobre Jesus foi revelado antes do seu nascimento carnal, os profetas tudo tinham profetizado, do seu nascimento à morte e ressurreição, além de seu nome. O anjo já tinha aparecido a Maria antes e dito qual nome seria, o que na época certa de circuncidá-lo foi-lhe dado. Jesus como judeu, israelita, deveria circundar, porque a lei assim exigia, e como o Senhor veio para cumprir a lei, evidentemente que os seus pais deveriam levá-lo a se submeter a essa exigência legalista. Toda criança do sexo masculino deveria aos oito dias de nascido ser circuncidado, que é o ato de fazer uma marca, um círculo ao redor do prepúcio da criança. E nessa data, ou dia, deveriam já ter definido o nome do filho. Por esse motivo, o nome de Jesus tornou-se conhecido a todos nesse dia, ou seja, no dia da sua circuncisão. "E, cumprindo-se os dias da purificação dela, segundo a lei de Moisés, o levaram a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor (Segundo o que está escrito na lei do Senhor: Todo o macho primogênito será consagrado ao Senhor); E para darem a oferta segundo o disposto na lei do Senhor: Um par de rolas ou dois pombinhos."(Lucas 2:22-24). Depois de quarenta dias do seu nascimento,Ele foi levado ao templo para a sua apresentação, porque, depois de dar à luz o filho, a mãe precisava esperar 40 dias antes de ir ao templo oferecer o sacrifício de purificação. Se não pudesse comprar um cordeiro e uma rolinha (ou pombinho), seriam aceitáveis duas rolinhas (ou pombinho). E como o templo ficava em Jerusalém, as pessoas deveriam se deslocar de onde estivessem até lá para cumprir essas determinações. Portanto, sabemos que José e Maria deslocaram-se,para cumprir esse ritual, de 9 a 10 quilômetros-distância de Belém a Jerusalém. Os primogênitos (o primeiro filho masculino) dos seres humanos e dos animais deviam ser dedicados ao Senhor, sendo que os animais eram sacrificados.Mas os seres humanos deveriam servir a Deus durante a vida inteira. Os levitas, na verdade, serviam em lugar de todos os primogênitos masculinos de Israel. Portanto, José e Maria foram cumprir toda a determinação da lei, porque em Jesus a lei deveria ser cumprida cem por cento, como realmente o foi.
"Havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele." (Lucas 2:25). Simeão, que era um homem de Deus, um servo fiel, já tinha recebido a revelação do Senhor de que ele veria o Messias, o menino Jesus, aquele que iria libertar a todos nós. Portanto, esse homem aguardava pacientemente ver a consolação de Israel, ou seja, o consolo que o Messias traria ao seu povo na sua vinda. O Espírito Santo estava sobre ele, mas não da mesma maneira que sobre todos os crentes após o Pentecostes. Simeão recebeu um entendimento especial para reconhecer o Cristo. Deus já tinha preparado para que ele testemunhasse sobre Jesus, e por isso o capacitou."E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor." (Lucas 2:26). Simeão sabia que ele não morreria sem antes ver o libertador, a Esperança. Quando nos dedicamos ao Senhor, à prática da sua Palavra, a nos consagrar a Ele, quando nos santificamos, temos intimidade com o Pai, e Ele, pelo seu Espírito, nos revela as coisas futuras, revela o que há de acontecer. Não o passado, não o que já aconteceu, mas o Senhor sempre revela aos seus o que há de vir. "E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei." (Lucas 2:27). Guiado pelo Espírito de Deus, Simeão foi ao templo no dia e hora exatos em que José e Maria levaram o Menino Jesus para ser apresentado. Sabemos que Simeão era um homem de Deus porque a Bíblia nos fala, e pelos seus atos confirmamos isso. Vemos que ele simplesmente obedeceu aguardando a vinda do Messias, e, no momento em que Deus falou, ele foi ao templo. Isso se chama fé e obediência. Por esse motivo teve o privilégio de ver acontecer: "Ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra; Pois já os meus olhos viram a tua salvação, A qual tu preparaste perante a face de todos os povos; Luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel."(Lucas 2:28-32).Imagina a alegria desse homem ao saber que estava em suas mãos o Filho de Deus, com certeza algo fantástico, prova tal que ele compôs na hora o hino em que ele fala para o Senhor que agora o pode despedir, poisa sua missão e felicidade estão completas. O hino composto por Simeão passou a chamar-se Nunc dimitis, as primeiras palavras da tradução da Vulgata Latina, com o significado: "Agora despede."
"E José, e sua mãe, se maravilharam das coisas que Dele se diziam." (Lucas 2:33). Maria e José, além de alegres e orgulhosos, creio que deveriam constantemente agradecer ao Senhor pela honra de permitir que eles cuidassem do seu Filho. Mas também a toda hora, quando se confirmava quem era Jesus, acho que eles percebiam a responsabilidade de cuidar do Filho de Deus. "E Simeão os abençoou, e disse a Maria, sua mãe: Eis que este é posto para queda e elevação de muitos em Israel, e para sinal que é contraditado." (Lucas 2:34).Simeão abençoou Maria e disse-lhe quem realmente era Jesus ao afirmar que Ele seria para a elevação de muitos e para sinal contraditado, porque Jesus veio para salvar muitos, mas por Ele muitos foram e vão à perdição eterna: a queda e o levantamento de muitos. Cristo levanta os que Nele creem, mas é uma pedra de tropeço para os incrédulos. Sinal de contradição. Cristo remete para o Pai e para seu amor pelos pecadores, e quem se opõe a Cristo também se opõe ao Pai. Quem obedece ao Senhor, quem ouve Jesus alcança a salvação, quem o despreza recebe somente dor e sofrimento por toda a eternidade. "(E uma espada traspassará também a tua própria alma); para que se manifestem os pensamentos de muitos corações." (Lucas 2:35) Quando Simeão diz "também", ele está dizendo a Maria assim: quanto a você, uma espada atravessará a sua alma. A frase mostra que Maria e não somente Jesus sofreria aquela angústia profunda. Trata-se da primeira referência no evangelho de Lucas, ao sofrimento e à morte de Cristo. Sabemos o quão difícil é para uma mãe acompanhar o sofrimento de um filho, imagina então o de Maria acompanhando a prisão, as surras, a crucificação de Jesus e, consequentemente, a sua morte. Foi revelado o que Maria passaria, como de fato passou. "E estava ali a profetisa Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade; E era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia."(Lucas 2:36-37). Essa Ana (misericordiosa) louvou a Deus pelo menino Jesus, assim como Ana do antigo Testamento louvara a Deus pelo menino Samuel; esta também era uma mulher temente a Deus. O fato de a Bíblia dizer que ela nunca deixava o templo pode significar que, como o templo de Herodes era bem grande e compreendia cômodos para vários fins, Ana talvez tivesse permissão de morar num deles.Mas a declaração, no entanto, pode muito bem significar que ela gastava todas as horas do dia frequentando o templo e ali adorando. O fato é que ela foi recompensada vendo, reconhecendo o Menino Filho de Deus. "E sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus, e falava Dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém. E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para a sua cidade de Nazaré. E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a Graça de Deus estava sobre Ele." (Lucas 2:38-40).

Leiam e pratiquem a Bíblia.Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário