NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

AÇOITANDO O SENHOR

"Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura. E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E davam-lhe bofetadas." (João 19:1-3)

            Jesus tinha sido traído por Judas, tinha sido preso e abandonado pelos seus discípulos. Já tinha sido humilhado, interrogado, espancado e preterido pelos hebreus. Os judeus já tinham escolhido o assassino Barrabás para viver e exigiam a sua morte. Todo aquele povo que tinha se alimentado com pães e peixes que Jesus tinha multiplicado, os que tinham recebido milagres ou presenciado os milagres agora exigiam a sua morte. Pilatos dá uma surra em Jesus e o entrega para os soldados humilharem e fazerem chacotas de Jesus. Eles fazem uma coroa de espinhos e, após a colocarem em sua cabeça, chamam-no de rei dos judeus e lhe batem. Faziam piadas, chacotas e o espancavam, o Filho de Deus, Jesus, foi motivo de piada, e o espancaram, foi negado, e exigiram a sua morte. Antes de condenar esses judeus, devemos pensar que também nós não somos melhores do que eles, pois todas as vezes em que desprezamos esse sacrifício, o Sacrifício da Cruz, estamos sendo pior do que eles, pois temos conhecimento de tudo isso, mas continuamos, perseveramos em errar. Todas as vezes em que nos curvamos a uma imagem, ídolo,ou mentimos, enganamos, prostituímos, ou cometemos qualquer outro pecado, estamos negando Jesus e exigindo a sua morte. "Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho Nele crime algum. Saiu, pois, Jesus fora, levando a coroa de espinhos e roupa de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis aqui o homem. "(João 19:4-5). Pilatos não encontrava crime em Jesus, ele não entendia o porquêde ter de sentenciar alguém que não tinha uma acusação formal declarada; mas não obstante ele o tinha espancado e ainda o apresentado com uma coroa de espinhos que feria  de forma extremamente dolorosa a cabeça do Filho de Deus. Por uma questão política, veremos que Pilatos, mesmo sabendo, tendo conhecimento da inocência de Jesus, o condenou, simplesmente porque o povo, que levava o nome de povo de Deus, os escolhidos, exigiu.
            "Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho Nele." (João 19:6). As principais autoridades religiosas, os que conheciam as Escrituras, ou pelo menos tinham a obrigação de conhecer; aqueles que deveriam ensinar as leis de Deus são agora os primeiros a exigir a morte de Jesus, do Filho de Deus. E as Escrituras que eles estudavam, da qual falavam, mostravam de forma clara que aquele era o Messias, o Filho de Deus, mas por vários motivos eles queriam a morte de Jesus. Assim são várias as autoridades religiosas da nossa época que com pregações e ensinos mentirosos, com uma teologia do inferno ensinam o povo a repudiar Jesus, a expulsá-lo, a exigir a sua morte, pois o que eles querem é somente bênçãos, ensinam o povo a buscar e adorar somente as bênçãos. Jesus nada mais é do que uma maneira, um nome que tem que se citar para chegar as suas bênçãos. Mas quando se apresenta o Evangelho, o Verbo, a Palavra, que exige santidade, eles reclamam e dizem que este eles não querem, pois o que eles desejam é somente um deus que tudo permite, tudo autoriza, o que eles chamam de deus de amor, mesmo sem ter conhecimento do que esse nome significa."Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus. E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou. E entrou outra vez na audiência, e disse a Jesus: De onde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta." (João 19:7-9). Esses líderes religiosos argumentaram que eles tinham uma lei que todos os que se faziam, ou falavam ser filhos de Deus deveriam ser condenados à morte, mas eles mentiram, pois jamais existiu essa lei, muito pelo contrário, Deus sempre deixou claro pelos seus profetas que os que cumpriam, guardavam os seus mandamentos eram seus filhos. De igual modo os líderes da atualidade criam uma série de doutrinas, preceitos como sendo a Palavra de Deus, mas na verdade são ensinos contrários ao Evangelho. Assim como Pilatos, muitos se assustam com as crendices, mentiras e engano que se propaga em nome de Jesus, isto porque mesmo quem está no mundo enxerga as várias heresias divulgadas e ensinadas pelos supostos sacerdotes, pastores, bispos, apóstolos, profetas, missionários e vários outros títulos eclesiásticos do nosso tempo. Querem interrogar Jesus, querem fazer desafio, exigências, querem ordenar as bênçãos como se isso fosse possível. Pura heresia, apostasia, crime, exigindo a morte de Jesus.
            "Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?" (João 19:10). Pilatos ainda quis argumentar que ele tinha poder para prender ou soltar Jesus, mas o que ele não sabia é que o Filho de Deus tudo sabe, e portanto lhe mostrou que ele não era nada, e o seu poder era de Deus, e tudo o que somos ou temos é por vontade ou permissão de Deus. Às vezes as pessoas se confundem e acham que estão nesta ou naquela posição por mérito próprio, olvidando que o Senhor, querendo,tira e muda quem quiser e na hora em que quiser,  e tudo o que nos acontece é vontade ou permissão do Pai, e mesmo os que agem errado, apesar de estarem em posição privilegiada, a verdade é que Deus cria vasos para honra e para desonra. Assim como Deus levantou Faraó para ser vaso de desonra, também Ele faz isto com vários. "Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem." (João 19:11). Judas era o maior pecador porque tinha andado com Jesus, operando milagres no seu nome, e sabia quem Ele era, e mesmo assim o traiu,  assim como todos nós que conhecemos o poder de Deus, a sua Palavra e não a respeitamos, não a praticamos, e criamos doutrinas várias."Desde então Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamavam, dizendo: Se soltas este, não és amigo de César; qualquer que se faz rei é contra César." (João 19:12). Pilatos era um político, mesmo sabendo que estava cometendo uma injustiça, mesmo sabendo que  não poderia fazer o que estava fazendo, para agradar o povo, ele agiu contra Deus, como muitos fazem hoje;aliás, na verdade, é rotina. "Ouvindo, pois, Pilatos este dito, levou Jesus para fora, e assentou-se no tribunal, no lugar chamado Litóstrotos, e em hebraico Gabatá. E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso Rei." (João 19:13-14). Pilatos ainda tentou devolver que eles mesmos solucionassem a questão, a maneira política de  tentar agradar a todos, mas o inferno tinha  dominado o povo e eles exigiam  sangue, morte. As igrejas, as pessoas que continuam agindo contrário à Palavra de Deus permanecem gritando morte a Jesus, crucifica-o. "Mas eles bradaram: Tira, tira, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso Rei? Responderam os principais dos sacerdotes: Não temos rei, senão César. Então, consequentemente entregou-lho, para que fosse crucificado. E tomaram a Jesus, e o levaram." (João 19:15-16).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário