NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sábado, 9 de agosto de 2014

TUDO ACABADO

“E, vinda já a tarde, chegou um homem rico, de Arimatéia, por nome José, que também era discípulo de Jesus.” (Mateus 27:57)

            Jesus tinha morrido, entregado a sua vida na Cruz do Calvário por nós. A Promessa tinha se cumprido. O povo, ao constatar que Ele tinha morrido, achou que as esperanças tinham acabado. Para a maioria daquele povo tudo tinha acabado, tudo estava finalizado, e os que criam acreditavam somente que Ele tinha sido um profeta que tinha operado maravilhas, mas que tinha morrido e pronto, eles não imaginavam que a morte não tinha poder sobre Ele; eles não viam que Ele era o Messias anunciado nas Escrituras. Mesmo os seus seguidores, os seus discípulos não criam totalmente Nele; a bem da verdade, quase todos pensavam que tudo tinha acabado. Um dos discípulos de Jesus, que era rico e fazia parte das autoridades Israelitas, queria simplesmente dar um enterro decente àquele profeta. “Este foi ter com Pilatos, e pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que o corpo lhe fosse dado. E José, tomando o corpo, envolveu-o num fino e limpo lençol, E o pôs no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha, e, rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se.” (Mateus 27:58-60). Aproveitando-se do seu poder político, esse discípulo pediu a Pilatos autorização para pegar o corpo, o cadáver de Jesus, e dar-lhe um sepultamento digno, e, por dispor de uma boa condição financeira, pois a Bíblia fala que ele era rico, então providenciou tudo, inclusive uma cova nova, que nunca tinha sido usada, pois, segundo a tradição dos judeus daquela época, uma cova podia ser usada várias vezes com cadáveres diferentes, em tempos diferentes. Após colocar o corpo de Jesus na cova, ele a fechou com uma pedra, ou seja, o que José de Arimatéia fez foi simplesmente um enterro normal de um cadáver, ele não imaginava nada além do que ele via. Os discípulos de Jesus, os que andaram com Ele e o ouviram, os que beberam dos seus ensinamentos, os que presenciaram inúmeros milagres, aqueles que receberam poder para operar milagres no nome Dele, não acreditaram Nele. Vemos que, após a sua morte, só sabemos desse discípulo que providenciou o sepultamento. Onde estavam Pedro, João, Tiago, e todos os outros? Não sabemos, possivelmente escondidos, com medo de se revelarem como amigos e discípulos de Jesus. Sabemos somente que esse discípulo José de Arimatéia requereu o corpo e providenciou o enterro, somente por esse fato que a Bíblia fala dele, com certeza Deus o tinha preparado para esse momento, essa missão.
            “E estavam ali Maria Madalena e a outra Maria, assentadas defronte do sepulcro.” (Mateus 27:61). As mulheres, por sua natureza feminina, são naturalmente observadoras, carinhosas, amorosas e sentimentais, e sabemos que o Ministério terreno de Jesus era sustentado quase que com exclusividade por mulheres. Elas cuidavam dele e o mantinham com os seus recursos, e, por serem fiéis, mostravam o seu amor e fidelidade mais do que os homens, pois elas ficaram acompanhando tudo até o final, ou seja, até o Senhor falar com elas que Ele já tinha ressuscitado e elas verem o túmulo vazio. “E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios; E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.”(Lucas 8:2-3). Qualquer Ministério, para se manter, precisa de recursos. O de Jesus não seria diferente, e o tesoureiro tinha sido Judas Iscariotes, que era ladrão e roubava as ofertas. Da mesma maneira, muitos pastores, tesoureiros e outros roubam os recursos que são para a Evangelização. “Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este unguento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres?” Ora, ele disse isso não pelo cuidado com os pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e dela tirava o que ali se lançava.” (João 12:4-6). Assim como havia um tesoureiro ladrão, havia várias mulheres nobres que apoiavam o Ministério e realmente amavam o Mestre Jesus. “E no dia seguinte, que é o dia depois da Preparação, reuniram-se os príncipes dos sacerdotes e os fariseus em casa de Pilatos, dizendo: Senhor, lembramo-nos de que aquele enganador, vivendo ainda, disse: Depois de três dias ressuscitarei.” (Mateus 27:62-63).Os fariseus, as autoridades religiosas estavam preocupadas por saber que Jesus tinha dito que depois de três dias Ele ressuscitaria, então, como eles olhavam de maneira natural, imaginaram que ele simplesmente se levantaria normalmente, ou que os seus discípulos pegariam o corpo do seu Mestre e o esconderiam para depois dizerem que Ele tinha ressuscitado. Por esse motivo foram até Pilatos pedir uma solução, eles não sabiam realmente quem era o Senhor.
         “Manda, pois, que o sepulcro seja guardado com segurança até ao terceiro dia, não se dê o caso que os seus discípulos vão de noite, e o furtem, e digam ao povo: Ressuscitou dentre os mortos; e assim o último erro será pior do que o primeiro.” (Mateus 27:64). Solicitaram e receberam guardas para tomar conta do túmulo de Jesus, para que nada acontecesse, para impedir qualquer coisa. Mas eles também não tinham conhecimento de que estavam sendo usados por Deus, pois, como havia vários guardas dia e noite tomando conta do túmulo, ficou comprovado por esses mesmos guardas que realmente Jesus ressuscitou, que saiu do túmulo sem nenhuma ajuda ou interferência humana. Os que estavam ali para impedir simplesmente viraram testemunhas do Senhor, porque Jesus ressuscitou em corpo glorificado. O túmulo está vazio, Ele subiu ao Pai, e as vestes, as faixas usadas para enrolar os defuntos lá ficaram do mesmo jeito, inclusive a que estava sobre a sua cabeça; elas simplesmente se esvaziaram, murcharam. “E disse-lhes Pilatos: Tendes a guarda; ide, guardai-o como entenderdes. E, indo eles, seguraram o sepulcro com a guarda, selando a pedra.” (Mateus 27:65-66). Jesus ressucitou e apareceu várias vezes, mais precisamente onze vezes, num espaço de quarenta dias. Nas ocasiões em que apareceu fez questão de comer e beber para mostrar que não era um fantasma, que vivia, e mandou que tocassem nas suas feridas,  e  com o corpo glorificado Ele se movia com uma rapidez que os olhos não podiam acompanhar, também podia passar por paredes, assim como quando apareceu para os onze em ambiente totalmente fechado. “Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze. Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também. Depois foi visto por Tiago, depois por todos os apóstolos. E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo “(1 Coríntios 15:3-8).
   Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário