NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

A GRAÇA E O PECADO.

"Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?” (Romanos 6:1-3)

            Será que, por recebermos a Graça, essa dádiva, o perdão dos nossos pecados, a condição de podermos ter vida abundante e eterna, teremos agora que viver pecando para que esse favor imerecido seja mais abundante, mais repleto em nossas vidas? Será que, para mostrar a Graça de Deus, devemos continuar pecando? Claro que não é óbvio, porque o nosso batismo foi na morte de Jesus, e, se recebemos esse batismo com a sua morte – uma vez que na sua morte foi que Ele levou os nossos pecados e derrotou o diabo tornando-se vencedor, e nós nos tornamos vencedores Nele –, a morte do pecado tem que habitar em nós, porque, se morremos com Ele, como poderemos viver ainda no pecado, e se permanecemos no pecado, então não existe a Graça Dele em nós. Temos que saber que, para desfrutarmos da Graça de Deus, temos que ser mortos para os pecados, não permitir que a nossa vontade carnal domine, pois somente a vontade, os desejos da carne é que conduzem ao pecado e, consequentemente, à morte. "De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.” (Romanos 6:4).Portanto, somos sepultados, ou seja, a nossa vontade carnal, os nossos desejos mundanos, o nosso EU foram enterrados com Jesus na sua morte, e como Ele vivemos de forma diferente, vivemos para Ele e com Ele. Para que a Graça abunde em nossas vidas, é necessário o abandono de pecados, é necessário viver em novidade de vida, santificando-se a cada dia mais, buscando viver segundo os preceitos daquele que nos deu a Graça. O abandono dos pecados é o principal ingrediente para desfrutarmos da Graça, da vida eterna, porque, sem andar nos caminhos estabelecidos pelo Senhor, nada conseguiremos.
            "Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição. Sabendo isto que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.” (Romanos 6:5-6). Se recebemos a vitória na sua morte, também viveremos com Ele, também receberemos a ressurreição, ou seja, o nosso Pai também nos ressuscitará como Jesus, que foi o Primeiro, e todos os que aceitaram a morte carnal também. Quando Jesus estava na cruz sendo crucificado, Ele estava se permitindo isso por nós, para que pudéssemos ficar livres do pecado, uma vez que Ele mesmo não tinha pecados, mas, para recebermos essa Graça, esse favor, devemos reconhecer o sacrifício da cruz e abandonar qualquer prática errada, qualquer pecado."Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele.” (Romanos 6:7-9). Se morremos para o pecado, ou seja, se não mais praticamos qualquer ato contrário à Palavra de Deus, se os desejos mundanos carnais já não encontram respaldo em nós por andarmos em espírito, porque nos submetemos ao Senhor, então estamos mortos para o mundo; e se estamos mortos para o mundo, estamos vivos para o Senhor; e se estamos vivos para o Senhor, então estamos em vida recebendo vida, e viveremos por toda a eternidade. E então a abundância do Senhor se manifesta em nós, porque a abundância se manifesta em vida, e teremos vida em tudo e não mais a morte reinará em nossas casas. Jesus morreu e ressuscitou, e a morte não tem poder sobre Ele, porque Ele venceu a morte, e se nós também morremos com Ele, também com Ele viveremos, mas tem que ser na semelhança Dele, ou seja, em santidade, longe de pecados, pois foi assim que Ele viveu, não porque fosse Deus, mas porque Ele veio e se manifestou em semelhança de homem carnal e sofreu e venceu tudo. Ele viveu como uma pessoa normal, portanto devemos imitá-lo em santidade. Ele viveu sem pecado algum, e na sua morte nos deu condição de serem apagados todos os nossos pecados, mas agora Ele determina: vai e não peques mais.
            "Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.”(Romanos 6:10-11).Morreu uma vez para o pecado, assim devemos agir: mortos para os pecados. Se estamos mortos para o pecado, vivemos em santidade, em novidade de vida; não podemos permitir que o pecado habite em nós porque, se permitimos isso, recusamos a Graça e tornamos o sacrifício da cruz em vão. Mortos para o pecado quer dizer impossível pecar. "Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.” (Romanos 6:12-13). Não podemos permitir, concordar que  nada em nós seja instrumento de pecado. Devemos vigiar o que falamos, o que fazemos com as nossas mãos, pernas e todo o nosso corpo, o nosso corpo tem que estar morto e não ser mais dirigido por emoções ou vontades outras, mas sempre ser dirigido pelo espírito, sempre ser guiado pela Palavra de Deus, que a Bíblia seja nossa bússola, nosso mapa, seja a nossa direção, pois ela é a vontade de Deus,  e ela é Vida que nos dá Vida, a Graça. "Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. Pois quê? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum.”(Romanos 6:14-15). A nossa lei é Jesus, a maravilhosa graça de Deus é amar ao Senhor de todo o nosso coração e entendimento, e amar é obedecer, portanto devemos saber a quem estamos servindo."Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Romanos 6:16).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                                         Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeusVisitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário