Pular para o conteúdo principal

COM ELE A MESA

“E, ouvindo isto, um dos que estavam com Ele à mesa, disse-lhe: Bem-aventurado o que comer pão no Reino de Deus.” (Lucas 14:15)

 Jesus tinha acabado de pregar, de ensinar sobre humildade quando um homem faz esse comentário dando a oportunidade a Jesus de falar, explicar sobre o Reino. Temos que observar que em nenhum momento Jesus perde a oportunidade de estar sempre ensinando, orientando, expondo o Reino de Deus. As pessoas, atualmente, fazem uma tremenda confusão com os propósitos do Senhor, com a sua Promessa, com bênçãos e milagres. Promessa é vida eterna, é salvação, e em nenhum momento Jesus prometeu riquezas, prosperidade, conforto, luxo ou qualquer outra coisa aqui. Mas, infelizmente, os carismáticos pregadores ficam criando expectativas em crentes analfabetos de Bíblias, crentes leigos dizendo que Deus vai fazê-los prosperar, vai os abençoar nessa ou naquela área, e não falam de arrependimento, de conversão, de salvação. Devemos lutar para podermos viver e desfrutar do Reino de Deus, temos que caminhar, peregrinar, para que sejamos considerados limpos para entrarmos no Reino. E isso só será possível se vivermos na prática do Evangelho de Jesus Cristo, se realmente vivermos em concordância com Jesus. “Porém, Ele lhe disse: Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que já tudo está preparado.” (Lucas 14:16-17). Jesus, como sempre, gostava de ensinar utilizando alguma parábola, e agora cita uma, ou seja, conta uma história para ilustrar sobre o Reino de Deus. Deus Pai preparou tudo, enviou o seu Filho para sofrer e morrer em nosso lugar, para que pudéssemos ser salvos, para que pudéssemos ter a oportunidade de alcançarmos a salvação através Dele. Assim Ele veio e abriu a Porta, uma vez que Ele é a Porta, o Caminho pelo qual todos devem passar para alcançar a vida. Deus Pai preparou tudo, libertando-nos de todos os pecados, e nos chamou para participar do banquete, para participarmos da festa, das bodas do seu Filho. O convite foi feito a todos nós, homens e mulheres de todas as raças e cores, foi feito a todos os que querem banquetear no céu, os que querem festejar, mas não aqui. A festa, as bodas, não é aqui, o que fazemos aqui é tomar posse desse convite, é aceitarmos esse chamado para que possamos entrar, porque sem o convite ninguém entrará, e o convite é a maneira como vivemos aqui, como respeitamos e amamos o Senhor.
    “E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Casei, e, portanto, não posso ir.” (Lucas 14:18-20). A maioria das pessoas rejeitaram e rejeitam o convite, pois elas sempre têm outras prioridades e não querem abrir mão das coisas do mundo, dos prazeres mundanos, ou os compromissos materiais. As pessoas não querem saber de se preocupar com salvação, o que desejam imediato é o deus Mamom, é dinheiro, é conforto, é diversão, alegrias, querem acumular patrimônios, querem tudo, só não querem servir ao Senhor. Querem uma religião que prometa conforto, mas que não cobre santidade, que não exija o abandono de pecados, que não exija que se tenha um comportamento diferente. Assim sempre estão recusando o convite do Senhor, pois, apesar de citar com as suas bocas o Nome do Senhor (que é Santo para sempre Amém), elas não abrem mão das coisas do mundo. Têm muito trabalho para fazer, estão cansadas, têm compromisso, com a família, com tudo, só não têm com o Senhor, por isto irão padecer por toda a eternidade, pois com a recusa estão escolhendo o lugar de morte para passar toda a eternidade. “E, voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado, disse ao seu servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos.” (Lucas 14:21). Por esse motivo os sábios deste mundo, os inteligentes, os cultos, estudados não aceitam o convite e o rejeitam sempre, mas o Senhor manda chamar a todos, e nós, os que nada somos, que não temos compromisso com as coisas do mundo, recebemos o convite e o aceitamos. Mas também aceitamos porque não temos para onde ir, nada temos a perder, somos pobres, mas espiritualmente somos ricos, porque a nossa fonte de riqueza é o Senhor. Assim, quando recebemos o convite, vamos imediatamente, vamos correndo nos alimentar, comer pão na presença do Senhor. Nós somos os aleijados, os mancos e cegos deste mundo que jaz no maligno, somos os desprezados do mundo, e por isto vamos rapidamente às bodas do Senhor. Nós buscamos o Senhor com inteireza de coração, com sinceridade, com verdade, porque sabemos que Ele é a nossa única proteção. Por esse motivo os templos sérios, os que pregam e ensinam o Evangelho estão repletos de pessoas simples, que não são abastadas financeiramente, porque os ricos estão no mundo e não querem nada com o Senhor. São pessoas que não abrem mão das coisas do mundo, já nós, os simples, os mancos e cegos do Senhor, temos confiança, pois sabemos que as nossas estão é Nele. 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Comentários

Postagens Mais Acessadas

RAÇA DE VÍBORAS? QUEM SÃO?

E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?(Mateus 3. 7)
           Aqui vemos como João Batista pregava, como ele falava e exortava para que os mesmos abandonassem os pecados e a religiosidade, muitos não gostavam porque achavam a pregação dura, mas João é aquele que foi enviado para preparar o caminho para Jesus, é o qual o Senhor testemunhou dele. “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João o Batista; mas o menor no Reino de Deus é maior do que ele.” (Lucas 7.28) João Batista não ficava alisando ego, não prometia bênçãos sem fim, nem mesmo prosperidade, mas chamava ao arrependimento. Ele não concordava com o fato de pecadores contumazes irem buscar somente o batismo com ele, ouvir a pregaçã o curta e direta dele, porém continuarem nos erros, nos pecados. Da mesma maneira existem hoje milhares de pessoas que gostam de ir à igrejas, de falarem o n…

A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O ÍMPIO

Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (Malaquias 4.1)
                 Veja que a palavra de Deus chama a nossa atenção para que observemos as pessoas, que teme ao Senhor e as que não temem; devemos observá-las pela forma como vivem como enfrenta os problemas quando surgem, como educa e trata os seus familiares, e principalmente como reage diante do inesperado. Pois o mal vem sobre os justos e injustos, sobre bons e mal. “Para que sejais filhos do Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons e a chuva desça sobre justos e injustos.”(Mateus 5.45) Mas a diferença é exatamente como encaramos, pois se somos Justos, somos tementes e praticante da palavra, usaremos o nome e o poder do nome de Jesus e mandaremos o mal embora; e  também por maior que sej a o problema que estamos atravessando,   sabemos que vai passar logo, e temos paz, não perdemos a paz, e não nos desesperamos, pois a nossa confi…

FOME DA PALAVRA.

Eis que vêm dias, diz o Senhor Jeová, em que enviarei fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. (Amós 8.11)
Temos um grande número de pessoas que buscam as igrejas somente para ouvir palavras de consolo, incentivo, ou bênçãos, pessoas estas que decoram alguns versículos e se pauta por eles, e exigem as suas bênçãos, e isto com respaldo, uma vez que pregadores estão distribuindo, ou vendendo bênçãos, prosperidade e tranqüilidade. Estas pessoas não querem saber de ouvir a verdade, não querem saber de obediência, querem salvação, e bênçãos somente por ir a igrejas. Chegará o dia que irão querer ouvir a palavra verdadeira e não acharão, não encontrarão a verdade, somente as mentiras, e engano como já existem muitos por ai. “E irão errantes de um mar até outro mar e do Norte até o Oriente; correrão por toda parte, buscando a Palavra do Senhor, e não acharão.” (Amós 8.12) As pessoas viajarão de um país a outro tentando encontrar pregadores da …