NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 17 de março de 2017

SAINDO DE BETÂNIA

"E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome. E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos. E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto." (Marcos 11:12-14)

         No dia anterior, Jesus tinha estado no templo, e à tardinha tinha se retirado para Betânia, onde repousou juntamente com os doze apóstolos, mas pela manhã, voltando ao templo, busca em uma figueira cheia de folhas uma fruta, um figo, para comer. Temos que observar que não era tempo de a figueira produzir fruto, mas mesmo assim Jesus, não encontrando o fruto, amaldiçoa a figueira. E fez isso às claras, e todos os seus discípulos ouviram o que Ele tinha falado. Muitas vezes não entendemos o porquê de Jesus ter feito isso, mas observamos que Ele nos deu um grande ensinamento com essa ação, um mandamento para abandonarmos a nossa inércia, porque, se não era época de figos, então não se deveria esperar encontrar figos. Devemos sempre atentar para o fato de que Jesus veio trazer ensinamentos a nós e não estava preocupado com árvores, com figueiras. Muitos dos seus ensinamentos Ele nos deu através de parábolas, que são relatos de histórias para ilustrar uma explicação. Aqui Jesus está nos mostrando que não podemos ficar na dependência de tempos, não podemos deixar de fazer algo alegando que não está no tempo. Não podemos deixar de buscar o Senhor, de nos santificar sempre, deixando para depois com a alegação de que depois, quando estivermos mais velhos, nos converteremos, porque podemos ser recolhidos a qualquer momento e iremos para o sofrimento eterno. Não podemos deixar de fazer hoje alguma coisa protelando para amanhã, porque o amanhã pode nunca chegar para nós. O que Jesus quer nos dizer, ou melhor, está dizendo, é que o tempo é hoje, é agora. Hoje, este momento é o momento certo de fazer tudo o que deveremos fazer, de realizar nosso trabalho, de sermos responsáveis por nossos atos, de agirmos com maturidade. Hoje é o dia de abandonar o pecado, dia de buscar o Senhor, dia de ir à igreja, dia de orar, porque não sabemos o que daqui a um minuto pode acontecer. O tempo da colheita é hoje, o tempo de plantar é hoje, o tempo de cuidar é hoje, hoje é o tempo de tudo o que temos que fazer; devemos fazer agora. Não podemos protelar, porque seremos cobrados, e daremos conta do tempo que desperdiçamos aqui.
 "E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no templo; e derrubou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. E não consentia que alguém levasse algum vaso pelo templo." (Marcos 11:15-16). Agora o Senhor nos dá um grande ensinamento, porque Ele vai ao templo e, assim que adentra o local, Ele age com violência, como ninguém nunca tinha visto. Sim, porque até agora só sabíamos de Ele levantar a mão para curar, abençoar, orar ao Pai, mas agora vemos uma reação diferente. Em toda a Bíblia é o único lugar em que vemos Jesus agir com certa violência, quando Ele se depara com o comércio dentro do templo. Além de expulsar todos os que vendiam alguma coisa, proibiu que as pessoas ficassem dentro do templo carregando alguma coisa, isto é, Ele exigiu reverência na casa de Deus. Mas, apesar desse ensinamento, desse mandamento tão sério, hoje em dia ele é desrespeitado na maioria dos templos, porque vemos um comércio desenfreado nos seus interiores. Nos templos modernos hoje se vende de tudo: bíblias, Cds, Dvds, livros, lanches, amuletos de campanhas, excursões, retiros, viagens a Israel, shows etc. São várias as alegações para procederem assim, dizendo que é para a divulgação do Evangelho. Mas, a bem da verdade, são simplesmente pessoas gananciosas, pessoas preocupadas em adquirir bens materiais, em extorquir as ovelhas, pessoas interessadas em ganhar dinheiro. Chega-se ao cúmulo de alguns templos parecerem shoppings, pois neles se encontra livrarias, cantina ou lanchonete, restaurantes, loja de variedades e lembranças. "E os ensinava, dizendo: Não está escrito: A minha casa será chamada, por todas as nações, casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões." (Marcos 11:17). Jesus exige que os templos sejam conhecidos, chamados de casas de orações para as nações, mas, infelizmente, a maioria pode ser chamada de qualquer coisa, menos por esse nome. O comércio deslavado que existe nos templos hoje nos assusta, porque, além de produtos comuns, vendem também bênçãos, pois fazem campanhas e desafios em que as pessoas têm que dar determinado valor para receber uma bênção, e em muitos casos podem dar dinheiro, pagar com cartões de crédito ou débito, podem dividir em várias vezes, podem também dar chegues pré-datados. A política de muitos templos hoje é "fazemos qualquer negócio". Vergonha. E o que muito entristece são as várias pessoas que buscam esses locais com o propósito de, através de suas negociações, obterem algum benefício do Senhor. "E os escribas e príncipes dos sacerdotes, tendo ouvido isto, buscavam ocasião para o matar; pois eles o temiam, porque toda a multidão estava admirada acerca da sua doutrina." (Marcos 11:18). Os nossos sacerdotes atuais, nossos pastores, e mais um tanto de títulos eclesiásticos que usam com o objetivo de mostrar que são alguma coisa, eles não concordam com essa doutrina de Jesus, porque dizem que precisam disso para fazer a obra, eles desprezam os mandamentos do Senhor e não perceberam que o tempo de fazer o que é certo é agora. O momento de arrependimento é agora, porque depois será tarde demais. "E, sendo já tarde, saiu para fora da cidade. E eles, passando pela manhã, viram que a figueira se tinha secado desde as raízes. E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Mestre, eis que a figueira, que tu amaldiçoaste, se secou. E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis. E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas." (Marcos 11:19-26). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário