NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

PROJETOS DE DEUS

"E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. E de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos." (Atos 16:25-26)

 O apóstolo Paulo tinha sido impedido pelo Espírito Santo de pregar na província da Ásia, e o conduziu a Macedônia, onde pregou para poucas pessoas, mas foi o suficiente para uma mulher vendedora de tecidos se converter. Também foi usado para libertar uma jovem que tinha um demônio de adivinhação, e por tal motivo ele e Silas, seu companheiro, foram espancados e colocados presos com algemas. Devemos observar que ele foi conduzido pelo Espírito Santo, pregou para poucas pessoas e libertou uma outra, mas a consequência disso resultou em sofrimentos físicos para esse apóstolo. Temos que compreender que não foi o diabo que o enviou para aquela região e nem foi quem permitiu que ele fosse espancado e preso, e sim o Espírito de Deus. Servir ao Senhor, pregar o Evangelho, praticar a Verdade não é viver reinando, dominando aqui, como muitos fazem crer; é simplesmente obedecer ao Senhor sabendo que os propósitos Dele são bem maiores do que os nossos. Jesus era inocente, e o Pai o enviou para sofrer, ser humilhado, espancado, crucificado por nós, para nos dar vida. Vemos pregações e ensinos mentirosos dizendo que temos que ter o melhor aqui, e que nada jamais nos acontecerá se estivermos na presença do Senhor, mas isso é mentira, estamos no mundo, e ele jaz no maligno. Aqui é lugar de luta, de batalha, de sofrimento. Jesus nos disse que aqui teríamos lutas, e que, se permanecêssemos firmes, venceríamos, mas a nossa vitória é a vida eterna. Quando estivermos passando por lutas, por desertos, tempestades, façamos como Paulo e Silas, que, mesmo presos e acorrentados, cantavam louvores. Esses dois servos do Senhor estavam presos e com dores da surra que tinham levado, mas não estavam reclamando ou chorando, eles estavam cantando, estavam glorificando o Nome do Senhor. E, quando louvavam, o milagre aconteceu, as algemas caíram, as portas das prisões se abriram, não com o objetivo de dar fuga a eles, mas para que a Palavra de Deus se cumprisse, para que almas se rendessem ao Senhor. Simplesmente testemunhos, o que o Senhor faz é para que seja testemunhado, para que todos conheçam e entendam que foi Ele quem fez, e através de testemunhos pessoas reconheçam seu Poder e se rendam a Ele.
 "E, acordando o carcereiro, e vendo abertas as portas da prisão, tirou a espada, e quis matar-se, cuidando que os presos já tinham fugido." (Atos 16:27). Quando tudo isto aconteceu, o carcereiro acordou assustado e, vendo as portas abertas, imaginou que tinham fugido, e se isto tivesse acontecido, ele seria punido, e, para evitar tal coisa, já ia se matando, porque o rigor das leis da época o induzia a se comportar de tal maneira para evitar maiores sofrimentos. Mas o que Deus faz é para dar vida e não tirar, portanto, o objetivo de as portas se abrirem e os presos se soltarem não foi dar fuga a ninguém, mas mostrar que só um tem Poder, e quem prende quem quer e solta quem quer a hora em que quiser é Ele. "Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos. E, pedindo luz, saltou dentro e, todo trêmulo, se prostrou ante Paulo e Silas." (Atos 16:28-29). Assim, Paulo chama o carcereiro e lhe informa que todos estão ali, que ninguém fugiu, que não existe prisioneiro. Assustado e nervoso, o carcereiro solicita luz, entra no calabouço e depara com os presos, apesar de estarem sem algemas e as portas abertas. Quando Deus faz, não é nada de maneira ilegal ou injusta, mas clara e justa. Paulo estava sendo guiado pelo Espírito e foi levado até a prisão com o objetivo de salvar almas, mesmo que ele mesmo não estivesse entendendo nada. Muitas vezes somos levados a algum lugar onde falamos ou mostramos de alguma maneira o Poder de Deus, e através desse ato pessoas se convertem. Muitos imaginam ser abençoados e pregar, ensinar e testemunhar para muitos, mas às vezes o Senhor quer que simplesmente preguemos, mostremos o seu Poder para uma pessoa, e essa será uma missionária que irá levar a Palavra adiante. "E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?" (Atos 16:30). O carcereiro, quando viu o que aconteceu, os tira para fora e pergunta, questiona o que ele deverá fazer para se salvar. Esse homem, responsável pela prisão, viu que foi o Senhor quem tudo fez, e agora quer saber como fazer para ser um servo do Senhor. Veja a maravilha de Deus agindo. Vemos que Paulo não teve que pregar, insistir para que esse homem se convertesse, mas o Senhor tudo fez, Paulo agora simplesmente terá que ensinar o Caminho. "E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa. E lhe pregavam a Palavra do Senhor, e a todos os que estavam em sua casa." (Atos 16:31-32). O apóstolo Paulo responde de maneira direta e sucinta, mostrando que não são necessários sacrifícios ou desafios, nem mesmo ritual algum, é preciso somente crer. Creia no Senhor Jesus e será salvo tu e a tua casa. Primeiro ele, ou seja, quem recebe a Palavra, e depois dele, e por causa da fé que abraçou, a família toda será salva, porque serão também convertidos. Mas, para que isso aconteça, é necessário receber a Palavra, praticar a fé, caso contrário, a casa, ou seja, a família não será alcançada. Paulo pregou para toda a família do carcereiro, que fez questão de reuni-los para ouvir a mensagem de Cristo. Automaticamente, esse carcereiro transformou-se em um missionário, pois trouxe a família para receber a Palavra de Deus. A salvação chegou àquele lugar, mesmo que aquilo tenha custado um sacrifício humano de Paulo e Silas. "E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus." (Atos 16:33). Os planos de Deus não são os mesmos que os nossos, e agora essa família é submetida ao batismo, à confissão pública da aceitação de Jesus como o único e suficiente salvador. Aprendemos que o batismo tem que ser feito logo após a pessoa aceitar o Senhor. Não existe curso de batismo. "E, levando-os à sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa." (Atos 16:34). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
 Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário