NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

INSESATEZ

"Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós?"(Gálatas 3:1)

 Ó insensatos que se dizem cristãos, que se fantasiam de uma religiosidade, mas são preguiçosos o bastante para se firmarem em ensinamentos de outros, e não lerem e não pesquisarem as Escrituras. Ó insensatos frequentadores de templos que citam o nome do Senhor, mas não o seguem, porque seguem preceitos e doutrinas estranhas que nada têm a ver com o Evangelho de Jesus Cristo. Ó insensatos seguidores de santos, santas, imagens e ídolos vários, praticantes de uma lei que já se cumpriu por inteira em Nosso Salvador. Ó insensatos que louvam o Senhor com os lábios, e os mesmos lábios usam para citar uma lei que não tem nenhuma validade para nós, porque já se cumpriu. Ó insensatos que desconhecem o sacrifício da Cruz, pois, se o conhecem, com certeza não tentariam praticar o que se cumpriu em Jesus. Os religiosos frequentam templos, seitas que falam o Nome de Jesus, mas ensinam a prática da lei, ou um liberalismo totalmente contrário ao Evangelho do Salvador. As pessoas estão deixando de cumprir o Evangelho para cumprirem rituais e uma lei que nada mais vale. Sim, as pessoas tentam se firmar em uma lei de Moisés em que ele permitiu o divórcio, e Jesus não somente esclareceu como o aboliu, mostrando que o divórcio é contrário à Palavra de Deus, desde o início, ou seja, antes da lei. Jesus mostrou que as pessoas podem até se divorciar por falta de perdão, mas também por falta de perdoar perderão a salvação, além de não poderem casar novamente. Os mestres de ensinos estranhos ao Evangelho tentam mostrar que Moisés disse que deveriam dar cartas de divórcios, mas o que eles fazem é simplesmente ignorar o Senhor, porque a lei teve utilidade até a vinda do Senhor Jesus nosso Salvador, e agora o que Ele fala é que é lei. "Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé?" (Gálatas 3:2). As pessoas fazem uma confusão terrível, pois muitos, ao mesmo tempo em que citam trechos, partes da lei, falam em línguas e se dizem cheios do Espírito, e, se assim for, eles receberam o Espírito foi pela lei, porque na época da lei o Espírito ainda não tinha vindo. Ele só veio após a morte e a ressurreição de Jesus.
 "Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?" (Gálatas 3:3). As pessoas, quando vieram buscar o Senhor, a maioria veio pela dor, por estar passando por dificuldades e problemas, e elas vieram buscá-lo direcionadas pelo Espírito Santo. Receberam a Palavra, aceitaram-na e se converteram, mas se deixaram conduzir pelos ensinos estranhos e se afastaram do Senhor, transformando-se em pessoas religiosas que citam o Nome do Senhor, mas não vivem segundo a sua Palavra. Vivem agora na multidão dos que citam o Nome do Senhor somente, mas não o conhecem e nem nunca o viram e nem sabem sobre o seu Poder, porque, na verdade, para elas Jesus é uma figura abstrata. Isso acontece por preguiça, que é pecado, porque, se tivessem buscado, pesquisado, estudado, meditado na Bíblia, descobririam o Senhor, mas preferem simplesmente receber mastigado, e só engolir. E como o adversário não perde tempo, conduz essas pessoas a templos cujos mestres, pregadores ensinam as doutrinas e preceitos estranhos ao Evangelho. "Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, o faz pelas obras da lei, ou pela pregação da fé?" (Gálatas 3:4-5). Será que o sacrifício foi em vão? O início, as lutas, para agora se entregarem a um engano que fatalmente os conduzirá à morte espiritual, porque não foi nenhum sacrifício, nenhuma obra que fez ou faz com que recebamos o Espírito de Deus. O Espírito não aceita sacrifícios, nem práticas da lei, assim é errado, é pecado, é afronta ao Senhor, tentar alcançar atenção ou favor Dele através de qualquer coisa. Pessoas que participam de fogueiras santas, campanhas colocando dinheiro nos envelopes, desafios, ou outras práticas estão pecando e estão longe do Senhor. Todo sacrifício que fazemos no sentido de nos aproximar do Senhor ou receber algo Dele é pecado, porque só podemos praticar o que Jesus prescreveu, fora disso é desmerecer o sacrifício da Cruz. "Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão." (Gálatas 3:6-7). Abrão é chamado pai da fé, e não da lei, mesmo porque, como ele creu, acreditou e obedeceu à voz do Senhor, recebeu o cumprimento da promessa. Abrão mostrou obediência pela fé e não por uma lei que não existia, e pela fé ele sabia que a Palavra de Deus se cumpriria em sua vida.
 "Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti." (Gálatas 3:8). Deus determinou pela sua Palavra que justificaria todos pela fé, assim foi iniciada essa ação através de Abraão. E todas as nações são benditas nele, porque ele é o pai da fé, foi através dele que veio a lei, até a vinda do Senhor Jesus. No tempo oportuno, Jesus veio e a lei se cumpriu, e a fé prevaleceu, e todos os que são cristãos vivem pela fé e não por lei ou outra coisa qualquer. O início foi pela fé, uma vez que a lei veio somente intermediar devido à desobediência do povo, até a vinda de Jesus. Mas desde o início sempre foi pela fé. "De sorte que os que são da fé são benditos como crente Abraão. Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las."(Gálatas 3:9-10). Os que são da fé, que vivem pela fé e aplicam a fé em tudo na sua vida são benditos em Abraão. Recebem as bênçãos através de Abraão como Deus prometeu, mas os que são praticantes da lei e de outras coisas recebem a maldição. Uma vez que é impossível alguém praticar toda a lei, os que tentam estão debaixo de maldição, por isso, quando se tenta guardar os sábados, que Jesus disse que Ele era o Senhor do sábado, ou usar um véu que foi rasgado e abolido há muito, oferecer sacrifícios, estão debaixo de maldição, porque a única maneira de receber bênçãos praticando a lei seria cumprindo-a totalmente, o que é impossível. O único que cumpriu toda ela, e assim trouxe uma nova aliança, foi Jesus, que nos libertou da maldição da lei. Assim as pessoas devem deixar de ser insensatas e começarem a viver pela fé, praticarem a fé. "E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé." (Gálatas 3:11). Nada que se pratica pela lei traz justificativadiante de Deus, assim os que nos templos andam fazendo sacrifícios, ou se impondo sacrifícios extremos estão simplesmente pecando. Vivemos pela fé em Jesus, em sua obra salvífica, assim sabemos que nada temos que fazer ou temos para oferecer que possa nos redimir diante do Senhor. Simplesmente devemos seguir o Senhor, praticar o Evangelho, e isso fazer pela fé Nele; sabemos que tudo vem Dele. Viver pela fé em Jesus, pela prática do seu Evangelho, e não pela lei. "Ora, a lei não é da fé; mas o homem, que fizer estas coisas, por elas viverá. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito. Irmãos, como homem falo; se a aliança de um homem for confirmada, ninguém a anula nem a acrescenta. Ora, as promessas foram feitas a Abraão e à sua descendência. Não diz: E às descendências, como falando de muitas, mas como de uma só: E à tua descendência, que é Cristo."(Gálatas 3:12-16).
 Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário