NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 10 de maio de 2016

O QUE FALAREMOS

"Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?" (Romanos 6:1-2)

 Muitos, por não entenderem, compreenderem exatamente o que é a Graça, pensam que, se continuarem no pecado, a manifestação da Graça do Poder de Deus será maior. Acham que a Graça, esse favor do Senhor, é ilimitado, dando condições de pecarmos quantas vezes quisermos, e depois é só pedir perdão que o receberá, e tudo continuará bem. Querem viver no erro, ou como bem entenderem, e, quando sentirem vontade, pedirão perdão, e então serão perdoados e salvos. Mas essas pessoas que assim pensam estão no engano e não conhecem a Palavra de Deus, porque, a bem da verdade, já recebemos a Graça, o perdão, e agora não podemos pecar mais. Recebemos o perdão quando Jesus morreu na Cruz por todos nós, naquele momento, a dívida foi eliminada, mas nós temos que não mais pecar. Recebemos o direito do perdão, e não o direito ou concessão para viver no pecado, porque todos os que aceitam Jesus aceitam a sua morte, e, consequentemente, estão mortos para o pecado, assim o pecado não tem mais poder sobre os que renasceram em Cristo. Ser de Cristo é muito mais do que frequentar um templo denominacional, é mais do que do que ler a Bíblia, do que orar... É fundamentalmente praticar a santidade exigida pelo Senhor, que disse: "Sede santo, porque eu, o Senhor, Sou Santo". Assim, não permitimos qualquer pecado que seja desobediência em nossas vidas, porque sabemos que é o pecado que nos afasta do Senhor, que nos impede de alcançarmos a salvação. Sabemos que é impossível alguém que se diz conhecer o Senhor viver em pecado, porque os discípulos de Jesus são mortos para o pecado. Ser morto para o pecado é saber que não sofre influência, ou é tentado, porque vive uma outra vida, vive a vida de Jesus. "Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?" (Romanos 6:3). Temos que saber que fomos batizados na morte de Jesus, que buscamos a vida, mas, para chegar à vida, é necessário passar pela morte. Na morte não existe pecado, e, sendo mortos para o mundo, somos mortos para o pecado. Portanto, não pecamos, e, se alguém vive em pecado, está vivo para o pecado e morto para o Senhor, e desfrutará eternamente da morte.
 "De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela Glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." (Romanos 6:4). Quando aceitamos o Senhor Jesus como o único e suficiente salvador das nossas vidas, quando nos submetemos ao batismo, estamos assumindo a sua morte. Por tal motivo é que crianças não podem, não devem ser batizadas, porque elas não têm o conhecimento, a noção do que realmente seja o batismo. O batismo é a negativa do mundo, é a morte para o pecado, é assumir o renascimento em Cristo, é, por decisão própria, querer viver em novidade de vida. Quando buscamos o Senhor, essa decisão não pode ser pautada em bênçãos imediatas, mas na vida, é a decisão de buscar a vida eterna e abundante Nele. Não existe a menor possibilidade de alguém viver em pecado e falar em salvação, porque o pecado é a vida da carne, e em Jesus é vida no Espírito. Ser de Jesus não é ser religioso, não é falar muito, mas viver de acordo com os preceitos do Senhor, é caminhar a todo o momento em direção a Ele."Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição." (Romanos 6:5). Temos que viver, desfrutar da morte de Cristo para que possamos também desfrutar da sua vida. Jesus morreu na Cruz do Calvário, e, se somos cristãos, também morremos com Ele, porque, como Ele morreu por nós, logo, todos nós morremos com Ele. Se estivermos mortos para o mundo, não viveremos em pecado, porque ele não tem domínio sobre nós, uma vez que a morte impera em nós. Portanto, quem vive no pecado não morreu para o mundo, mas é morto para Deus, está longe, afastado de Cristo, e desfrutará do sofrimento e morte eternamente. Isso porque buscou a vida na morte, buscou viver e desfrutar do que a morte oferece, e rejeitou a vida. Aqui é somente o lugar da nossa peregrinação, onde temos que passar em direção à vida. A Graça nos dá condição de optarmos, escolhermos a vida, porque Jesus trouxe a liberdade, a libertação a todos. Mas essa não é a liberdade de viver no pecado, é a liberdade de escolher, abandonar o pecado, liberdade de escolher viver em Jesus, liberdade de escolher lutar pela vida verdadeira. Para ter vida, é necessário viver a morte de Jesus, e aqui é lugar de morte.
 "Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com Ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado." (Romanos 6:6).Portanto, se sabemos que o nosso velho homem, a velha mulher, o velho ser foi crucificado com Ele, então sabemos que nascemos de novo Nele e, portanto, vivemos Nele. Viver Nele é agir, viver exatamente como Ele diz para vivermos, e não permitirmos que a nossa carne, nossa vontade ou sentimentos conduzam as nossas vidas, porque somos mortos para tudo isso e vivos para Jesus, e só a Ele ouvimos. Ouvir Jesus é ouvir a sua Palavra, é praticar a sua Palavra, e não buscar revelações fora. Não podemos confundir orações com santificação, porque uma pessoa pode ser uma pessoa de oração, viver sempre orando e intercedendo pelos outros, mas mesmo assim ser um pecador e não obter a salvação. É necessário orar, mas é fundamental não permitir nenhum pecado, viver em constante vigilância, policiando-nos, até o momento em que formos recolhidos. Não existe descanso aqui, mas luta, aqui é lugar de peregrinação, e os peregrinos vivem em vigilância. Temos que assumir a nossa morte para o mundo, para o pecado. "Porque aquele que está morto está justificado do pecado.
Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com Ele viveremos." (Romanos 6:7-8).
 Se estamos mortos para o pecado, então ele não tem poder, domínio sobre nós, e, consequentemente, já estamos justificados, porque ele não existe mais em nossas vidas. Mas, se ainda permitimos o pecado, por menor que seja, em nossas vidas, então estamos vivos para ele, e assim estaremos mortos para o Senhor. Mas se aqui jazemos na morte de Cristo, com certeza viveremos com Ele. Sabemos que, quando dormirmos, Ele nos despertará naquele dia, para vivermos por toda a eternidade ao seu lado. Não existe escape, para alcançar a vida, é necessário passar pela morte, e, se não passarmos pela morte da carne, do pecado aqui, então viveremos por toda a eternidade na morte. Temos escolhas, portanto temos a opção de aceitar a Graça, o favor de Deus, temos a opção de escolher viver em santidade. "Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre Ele." (Romanos 6:9). Assim, quando assumimos a morte de Cristo e a vivemos aqui, no dia seremos ressuscitados, e, após essa transição, a morte não mais terá poder sobre a nossa vida, porque, assim como Jesus, teremos vencidos a morte. Por isso temos que saber que há vida na morte, e temos que viver essa morte aqui e agora, morte dos pecados, para vivermos em Cristo, porque quem quiser viver aqui, quiser o mundo está morto para Cristo e por toda a eternidade. "Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça."(Romanos 6:10-13). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário