NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 2 de março de 2016

GRAÇA E PECADO

"Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?" (Romanos 6:1-2)

 As pessoas fazem uma confusão muito grande quando se fala da Graça, uns chegam ao ponto de imaginar e ensinar que pela Graça são salvos e que, não importa o que aconteça, serão salvos para sempre. Dizem que pela Graça são salvos e que não é possível perdê-la e, portanto, não se preocupam com a questão da santidade, acham que o pecado é algo sem maior importância. Mas devemos analisar à luz da Palavra, observar a fala de Jesus, que de maneira clara fala que os pecadores não entrarão no Reino de Deus. Jesus e todos os escritores da Bíblia falam sobre o pecado mostrando que os seus praticantes não herdarão o Reino, assim não conseguimos entender quem procura amenizar a questão do pecado. Vemos que por causa desses ensinamentos estranhos muitos estão sendo conduzidos para o sofrimento e morte eterna. Temos que saber que Jesus sofreu e morreu para levar os nossos pecados, então, como agora Ele permitiria, concordaria que vivêssemos pecando? Pecado é trevas, e Jesus é Luz, assim sabemos que não existe comunhão das trevas com a Luz. Jesus foi morto pelo pecado; como Ele poderia tolerá-lo e aceitá-lo, é claro que os que o cometem não serão salvos, não terão vida. Se tivermos Jesus como o nosso Salvador, então não teremos acordo com o pecado, não o praticaremos e não o aceitaremos em nossas vidas. Não podemos viver no pecado, porque os que vivem dessa forma estão se colocando declaradamente contra Cristo, estão unidos àquele que o matou. Sem santidade, sem abandono de pecado ninguém verá Deus, se não trocarem de vestes, não serão salvos. As pessoas têm um hábito, que é muito feio, de tirar verso aleatório da Bíblia para tentar, eu disse tentar fazer um texto, e assim justificar as suas teorias descabidas, infundadas, e que são condutores dos preguiçosos, dos pecadores à morte. De Deus ninguém zomba, o que o homem plantar com certeza vai colher, por isso, se queremos ter vida, se queremos alcançar a Graça, viver ao lado do Senhor, temos que nos arrepender, abandonar de vez o pecado. Não se deixe enganar, os pecadores não têm parte no Reino de Deus, converta-se, abandone o pecado para que não padeça por toda a eternidade.
 "Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?" (Romanos 6:3). Todos os que foram batizados, que passaram pelas águas batismais receberam o batismo da morte de Jesus. Temos que entender que Jesus morreu, e quem o matou, quem o conduziu à morte foi o pecado, o nosso pecado, porque sabemos que Ele não pecou, mas tomou os nossos pecados, o fardo pesado de pecados, e os assumiu, e nesse momento até Deus Pai se afastou Dele, o que fez com que gritasse: "Pai, Pai, porque me abandonastes?" Mas não ficou morto, porque Deus Pai o ressuscitou, o trouxe da morte, porque Ele mesmo não cometeu nenhum pecado, mas foi obediente até a morte. Assim, quando nos submetemos ao batismo em Nome de Jesus, assumimos a sua morte, e também como Ele sepultamos o pecado e ressurgimos em novidade de vida. Quando batizamos, assumimos a morte de Cristo em nossas vidas. "De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." (Romanos 6:4). Assim como Cristo foi ressuscitado pelo Pai, também seremos, mas, ao sairmos do batismo, temos que já sair dispostos a viver uma nova vida de santidade. Não se pode continuar no pecado, porque assim se invalida o batismo, e com certeza também permaneceremos para sempre na morte. Por isso temos que saber que temos que abandonar o pecado, viver de maneira santa e irrepreensível, como Cristo viveu. Se morremos no batismo, morremos para o pecado, como, pois, viveríamos pecando novamente, e como seriam aceitos os nossos pecados se supostamente morremos por eles? A verdade é que os pecadores não têm parte no Reino de Deus; se queremos ter vida no Senhor, é necessário o abandono imediato de todo e qualquer pecado. "Porque, se fomos plantados juntamente com Ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição." (Romanos 6:5). Se recebemos a sua morte, também receberemos a sua vida, mas receber a sua morte é se considerar morto para o pecado, para a concupiscência da carne. Assim nós, os que morremos em Cristo, andamos em constante vigilância, não nos permitindo o engano, porque sabemos que os adúlteros, mentirosos, desonestos, prostitutos, homicidas, violentos e outros não terão parte no Reino na vida de Jesus. Todos os que não obedecem à Palavra de Deus não o conhecem, e assim não desfrutam da sua Graça.
 "Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com Ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado." (Romanos 6:6). Se sabemos que o nosso velho homem, a velha mulher foi crucificada com Jesus, então como Ele vivemos de maneira diferente, não mais como éramos antes. O batismo significa exatamente isso, o sepultamento da velha pessoa, enterrando as práticas erradas, os hábitos antigos e inadequados ao Evangelho, e o início de uma nova vida em Cristo, em que não há lugar para o pecado, para as desobediências, porque já não vivemos mais para o mundo, mas vivemos para Cristo e em Cristo, onde não há lugar para o pecado, para trevas. O que devemos saber é que quem recebeu o Senhor, passou pelo batismo, não pode voltar ao pecado, porque, se assim for, estará abrindo mão da vida. Não existe a menor possibilidade de um pecador ser salvo se não se arrepender e abandonar o pecado. Não se deixe ser enganado, abandone o erro, porque pode ser que não exista mais tempo, uma vez que depois que partirmos daqui não teremos mais oportunidade de arrependimento. "Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com Ele viveremos." (Romanos 6:7-8). Estar morto é se submeter em vida à morte de Cristo, é assumir a morte de Cristo, é viver aqui, mas morto para o pecado, porque, se mortificarmos a nossa carne, vivermos neste mundo que jaz no maligno sem nos corrompermos por ele, se mesmo estando no mundo vivermos segundo as leis do Reino, então, quando chegar a hora, seremos como Jesus, ressuscitados, e com Ele viveremos por toda a eternidade. Aqui temos que viver como mortos para o mundo e para os desejos carnais, para tudo o que a Palavra condena, não nos permitirmos a corrupção, pois morremos com Cristo. Se morremos para o mundo, não praticamos o pecado, e estamos justificados do pecado inicial. "Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre Ele." (Romanos 6:9). A morte não tem domínio, poder sobre Cristo, e não tem sobre os seus discípulos, sobre os que andam e vivem segundo os mandamentos de Cristo, porque já não têm vida, uma vez que as suas vidas estão em Cristo. A morte não tem poder sobre Cristo, não tem poder sobre os discípulos de Jesus, porque a sua vida está Nele. Mas os que ainda vivem no pecado, com esperança de alcançar uma misericórdia fora da Palavra, esses têm que se converter com urgência, porque estão jazendo em seus pecados. "Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça."(Romanos 6:10-13). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário