NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

OS PRIMEIROS

"No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois dos seus discípulos; E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus." (João 1:35-36)

 João Batista estava com dois dos seus discípulos e, ao ver Jesus passar, fez essa afirmação. Sabemos que ele tinha esse conhecimento porque Deus lhe tinha revelado que Jesus era o Messias, o Filho de Deus, mesmo porque ele tinha vindo alertar sobre a sua vinda. Por isso, quando o viu passar, ele disse para os seus discípulos que aquele era o Cordeiro de Deus, aquele que seria sacrificado pelo pecado do povo, porque essa era a função dos cordeiros naquela época, em Israel. Jesus, o Filho de Deus, veio para ser sacrificado, morto pelos pecados do povo, veio para trazer liberdade. "E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus." (João 1:37). Os seus discípulos, ao ouvirem aquela afirmação, abandonaram-no e seguiram Jesus, pois compreenderam que aquele era o Salvador. Observamos que, segundo João, aqueles foram os primeiros discípulos de Jesus. Assim sabemos que esses discípulos, agora de Jesus, eram pessoas que buscavam o Senhor, prova tal que eram discípulos de João Batista. Isso nos mostra que, quando buscamos o Senhor, Ele se deixa encontrar. Portanto, entendemos o porquê de muitas pessoas começarem em um ministério, uma denominação, e depois passarem para uma outra. Quando iniciamos na vida cristã, somos leigos, cegos, e nada entendemos, mas, como temos sede da Palavra, crescemos espiritualmente. E o Senhor vai se revelando a nós, e com o tempo já não somos mais crianças, já não precisamos mais de leite, mas de alimento sólido, então vamos à busca. Portanto, jamais podemos condenar os que mudam de ministério, isso só serve para mostrar a sede, e principalmente a insatisfação de onde está. Esses discípulos trocaram o ministério de João Batista pelo de Jesus Cristo. "E Jesus, voltando-se e vendo que eles o seguiam, disse-lhes: Que buscais? E eles disseram: Rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde moras?" (João 1:38). Jesus questiona, interroga, quer saber o que eles buscam, o que querem. E vemos uma resposta direta e sem rodeios, porque, primeiro, vemos que eles o reconhecem como Mestre, depois, eles queriam saber onde era a sua igreja, seu templo, onde Ele congregava, eles queriam saber onde poderiam servi-lo. Devemos observar que esses assim como todos os outros discípulos que vieram não foram em busca de bênçãos, mas em busca do Senhor.
 "Ele lhes disse: Vinde, e vede. Foram, e viram onde morava, e ficaram com ele aquele dia; e era já quase a hora décima."(João 1;39). Jesus os chamou, os convidou a segui-lo, a ir a sua casa, a descobrir onde Ele estava. Jesus sempre chama os que querem ser seus discípulos, sempre vai nos conduzir a sua casa, porque deseja que fiquemos com Ele. O Senhor jamais vai expulsar quem o busca, muito pelo contrário, sempre vamos ouvir: "venha e vede". Mas isso só acontece quando o estamos buscando com singeleza e inteireza de coração, porque, quando o procuramos somente em busca de bênçãos, de milagres, não o estamos amando e nem o procuramos. Somente queremos solução para um problema, queremos simplesmente resposta, socorro, e o estamos transformando em nosso servo. Quando o buscamos somente por bênção, não o reconhecemos como Mestre, mas como nosso servo. Temos que buscá-lo como nosso Mestre, temos que querer ser seus discípulos, somente isso. "Era André, irmão de Simão Pedro, um dos dois que ouviram aquilo de João, e o haviam seguido." (João 1:40).Um desses discípulos era o irmão de Pedro, que foi um dos mais importantes discípulos de Jesus. Homem de controvérsias, mas que a todo tempo esteve com o Senhor. Esse discípulo, André, é pouco citado, pouco dele se fala, ao contrário do seu irmão. Mas ele foi usado para conduzir seu irmão, chamar, apresentar o Senhor, e com certeza tudo sobre a direção do Senhor. Muitas vezes não entendemos o porquê de pessoas que apresentaram o Senhor a outras permanecerem na mesmice, e o apresentado crescer e se tornar um grande homem de Deus. Mas devemos saber que o Senhor tem propósito para todos, e cada um é usado de uma forma. André foi usado para chamar o seu irmão, e possivelmente tantos outros, e seu irmão, Deus o usou para outros propósitos, mas não quer dizer que para o Senhor um seja inferior ao outro. Cada um de nós temos funções específicas no corpo de Cristo. "Este achou primeiro a seu irmão Simão, e disse-lhe: Achamos o Messias (que, traduzido, é o Cristo)." (João 1:41). André primeiro chamou o seu irmão, e o apresentou ao Senhor, e, como a própria Palavra fala, primeiro foi seu irmão, então sabemos que ele depois apresentou outros ao Senhor. A nossa preocupação, nosso amor para com os de casa faz com que sempre chamemos os nossos parentes para a presença do Senhor.
 "E levou-o a Jesus. E, olhando Jesus para ele, disse: Tu és Simão, filho de Jonas; tu serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro)." (João 1:42). Jesus, assim que viu Pedro, já o identificou, disse-lhe como o chamaria, mostrando, assim, que Pedro seria realmente seu discípulo, como o foi. Jesus sabia que Pedro permaneceria com Ele, e assim foi. Mas será que o Senhor sabe que permaneceremos com Ele, ou sabe que, assim que vierem as turbulências, os problemas, nós o abandonaremos? Pedro teve momentos de fraquezas e se distanciou Dele, mas se arrependeu e voltou correndo. Mas até isto não era novidade para Jesus, que tinha afirmado antes de esses fatos acontecerem. Será que, quando nos apresentamos a Ele, quando levantamos as nossas mãos dizendo que o aceitamos, quando nos batizamos, o Senhor pode dizer como seremos chamados por andarmos sempre com Ele? "No dia seguinte quis Jesus ir à Galiléia, e achou a Filipe, e disse-lhe: Segue-me.E Filipe era de Betsaida, cidade de André e de Pedro." (João 1:43-44). Jesus decidiu ir a outro lugar, e lá encontrou outra pessoa, a quem chamou pessoalmente para ser seu discípulo. O próprio Jesus chamou Filipe, e este não recusou o convite, simplesmente o acompanhou, e foi um grande discípulo, evangelizou muitos, levou a palavra a Samaria e aos etíopes através de um oficial, como vemos nas Escrituras. Jesus sempre está nos chamando, e, quando aceitamos o seu convite, respondemos a seu chamado, somos por Ele usado. Filipe começou a evangelizar logo em seguida, como vemos aqui. "Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José." (João 1:45). Filipe encontrou Natanael e explicou que tinha encontrado o Messias, o que as Escrituras, os profetas já tinham dito que viria. Observaremos alguma resistência da parte de Natanael, mas, quando se depara com o Senhor, o reconhece como Rei de Israel. Muitas vezes, quando vamos falar do Senhor para as pessoas, quando vamos evangelizá-las, encontramos resistência, dureza, mas, quando elas se convertem, o fazem por inteiro.  "Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê." (João 1:46).  Natanael questiona, porque não esperava que, em Nazaré, houvesse alguma coisa importante, por ser considerada inferior pelos judeus. Inclusive é pouca citada na Bíblia. Mas, mesmo questionando, ele foi. "Jesus viu Natanael vir ter com Ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo." (João 1:47).Quando ele chega diante de Jesus, o Senhor o elogia, porque conhecia o seu coração, sabia que era reto e temente a Deus. "Disse-lhe Natanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira. Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel. Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás."(João 1 :48-50). Novamente Natanael pergunta, questiona, quer saber de onde Jesus o conhece. Então o Senhor revela que o viu, sabia que ele estava debaixo de uma figueira orando, falando com Deus. Como ninguém sabia ou tinha visto Natanael fazendo isto, ele reconhece que Ele era o Cristo. Jesus ainda complementa, dizendo que coisas maiores ele veria, como realmente as viu. "E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem." (João 1:51). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário