NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

O DOMÍNIO DA LEI

"Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?" (Romanos 7:1)

 Leis são as normas estabelecidas para que possamos viver de maneira civilizada e organizada, respeitando os direitos e deveres de todos. Existem leis para tudo, e onde não existem leis não existe organização, prova tal é que não existe nenhum povo que não tenha as suas leis. Todos nós, enquanto estivermos aqui neste mundo, temos que nos submeter às leis, e não existe como fugir delas. Absolutamente tudo é regido por uma ou várias leis, assim sempre temos que obedecer a elas para que não soframos as consequências das desobediências. As pessoas cumprem as leis terrenas porque, se não obedecerem a elas, são punidas imediatamente e de várias maneiras, assim como prescreve a própria lei. Apesar de que são muitos os que desobedecem, mas de uma forma ou de outra sempre acabam sofrendo pela transgressão. Assim também temos a lei de Deus para que a cumpramos por inteiro, porque, se assim procedermos, por ela viveremos. O fato é que não temos como fugir das leis de Deus, podemos ignorá-las, assim como ignoramos as leis terrenas, assim como ignoramos uma placa de pare, ou de limite de velocidade, mas nesses casos estaremos assumindo o risco de sermos multados ou de causarmos acidentes. Quando preferimos ignorar as leis de Deus, para não as praticar, quando entendemos de fazer a nossa vontade, isso não extingue a lei, mas receberemos o devido castigo prescrito na mesma lei. "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." (Gálatas 6:7). Não é por não vermos Deus de maneira física que podemos ignorar as suas leis, porque as consequências das nossas desobediências não somente as veremos como as sentiremos. Assim, devemos simplesmente praticar todas as leis do Reino de Deus, porque, se não obedecermos a elas, seremos rebeldes, demonstrando que não amamos o Senhor, e assumindo que somos hipócritas, ao citarmos o seu Nome. Se não obedecermos aos preceitos, ao que o Senhor nos preceitua, somos fora da lei, e os castigos para os fora da lei são a prisão e a morte. "Ora, Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas." (Romanos 10:5). Temos livre arbítrio, podemos escolher vida ou morte, obedecer ou desobedecer ao Senhor. Assim, tudo o que o Senhor determina no seu Evangelho é para ser obedecido, cumprido, e temos essa obrigação enquanto estivermos aqui neste mundo. Não existe ninguém privilegiado, as leis de Deus são para todos.
 "Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido."(Romanos 7:2). Assim também é a lei de Deus sobre o casamento, e todos os que desobedecem a ela são excluídos do seu Reino, e se não se arrependerem antes e vierem a falecer na desobediência, sabemos que padecerão por toda a eternidade. Segundo a lei de Deus, após as pessoas se casarem civilmente, estão unidas uma à outra, até que uma venha a falecer. Pela palavra de Deus, não existe recasamento ou novo casamento quando os cônjuges estão ambos vivos. Portanto, casamento, segundo a lei de Deu, é um direito exclusivo dos solteiros e viúvos, e fora disso todos os que o praticam estão em desobediência, transgressão e receberão o devido castigo. Segundo a lei de Deus, todas as pessoas que se aventuram em um recasamento estão cometendo adultério, e os adúlteros não herdarão o Reino de Deus. Sabemos de vários casos de divórcios e recasamentos em todas as religiões e, para nossa infelicidade, muitos, mas muitos mesmo, no meio do povo que se denomina evangélico. Esses sofrerão um castigo ainda maior, porque conhecem a vontade do Senhor e a negligenciam de forma intencional. Não adianta tentarmos buscar maneiras de burlar as leis de Deus, há pessoas que tentam retroceder e achar um escape na antiga lei de Moisés, esquecendo que Deus Pai disse: "Este é meu Filho a Ele ouvi". (...) "De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido." (Romanos 7:3). A viuvez de um dos cônjuges extingue a lei do casamento sobre a pessoa, dando-lhe direito de casar novamente, porque a lei do Senhor que transforma duas pessoas em uma só se extingue pela morte, e sabemos que quem tem domínio sobre a morte é o Senhor. Por tal motivo, uma relação consensual entre duas pessoas, mesmo que tenham filhos e vivam juntos há anos, não é considerada casamento para o Senhor, e sim fornicação, prostituição. As pessoas que vivem juntas como se casados fossem, mas sem de fato o serem, estão infligindo a lei de Deus, estão em desobediências e pecados, impedidos de receberem as bênçãos do Senhor. E se não consertarem com urgência o erro, se não abandonarem o pecado, padecerão por toda a eternidade, pois essa é a lei de Deus.
 "Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus." (Romanos 7:4). Quando desobedecemos à lei de Deus, estamos debaixo de uma outra lei, a lei do pecado, e essa gera a morte. As pessoas confundem a lei dada por Moisés no Antigo Testamento com a lei de Deus, não percebem que o Testamento, que é vontade expressa de alguém para ser cumprida após a sua morte, não pode ser invalidado, mudado, alterado, depois que a pessoa morre. Mas a antiga lei que Moisés apresentou foi modificada com a vinda de Jesus, porque Cristo é Deus, e Ele vive eternamente. E a antiga lei serviu para que tudo fosse preparado até a vinda do seu Filho amado. A lei dada por Moises foi necessária para que o povo tivesse conhecimento do cuidado e proteção de Deus, e principalmente soubesse o que era obediência. O povo, que estava saindo da escravidão do Egito, necessitava de parâmetros sérios e rígidos, para poder compreender o seu Deus. Assim, Deus enviou a lei, que na verdade era somente sombra do que viria, e tudo se encaminhava para Jesus. Todos os profetas mostravam isso, e em todos os acontecimentos estava o Senhor. Mas o Senhor tudo entregou a Jesus, e no monte da transfiguração, quando apareceram Moisés e Elias, Deus Pai disse que era a Jesus que todos deveriam ouvir. Assim, a lei que temos que praticar é Jesus, é o seu Evangelho. A antiga lei veio para mostrar, apresentar o pecado, porque sem lei não existe desobediência. A antiga lei não era perfeita, porque a perfeição só veio através de Jesus, mas ela serviu para conduzir a Jesus. "Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte." (Romanos 7:5). Foi a lei que veio mostrar o que é desobediência, se não fosse ela, como saberíamos que o adultério, a mentira, o homicídio e outros, melhor dizendo, todos os pecados seriam pecados se não houvesse uma lei que assim apontasse? Mas a lei não tinha condições de resolver, somente apontar, mostrar, e só em Jesus veio a solução. A antiga lei servia para nos mostrar que estávamos mortos em nossos pecados, e a vida mesmo só veio através de Jesus. Hoje temos o Evangelho de Jesus Cristo ao qual devemos obedecer para termos vida Nele. "Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra." (Romanos 7:6). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário