NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 6 de outubro de 2015

ADVERTINDO

"Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina." (1 Timóteo 1:3)

 O apóstolo Paulo, antes de embaraçar para a Macedônia, deixa Timóteo em Éfeso com a incumbência de alertar, exortar os líderes daquela igreja que não ensinassem outra doutrina senão a de Cristo. Vemos que já naquela época existia o problema, esse cancro que são as várias doutrinas ensinadas em templos usando o nome do Senhor, pessoas que praticam um ensino diferente daquele que o Senhor Jesus mandou. A Bíblia, por ser atual, nos fala de um mal, um problema que se alastrou pela maioria das igrejas, e hoje elas mesmas assumem de maneira aberta que têm as suas doutrinas. Isso não deveria acontecer, uma vez que, se a igreja é do Senhor, então a doutrina tem que ser Dele. Mas a ambição, o desespero para atrair pessoas, para superar o outro e a concorrência fazem com que sejam criados atrativos para conquistar fiéis. Muitos dos que se dizem teólogos, conhecedores da Palavra, não ensinam o Evangelho, mas ocupam o tempo falando sobre histórias e contos. Outros, especialistas em fazer o povo se emocionar, conduzem-no a um estado de euforia que não é bíblico. Cantos, danças, teatro, shows e jogos, e até distribuição de brindes para que todos se sintam bem. Pregam um Jesus que está preocupado em dar, em fazer todos felizes aqui, que não leva em conta os pecados. Ensinam o erro, pois apoiam as desobediências, e para isso utilizam versículos aleatórios, principalmente retirados de algum livro do Velho Testamento. "Nem se deem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora." (1 Timóteo 1:4).Pregadores fazem questão de fundamentar a sua fala nos livros de histórias de Israel; fazem questão de falar das vitórias que outros tiveram no passado e em situações diferentes, dando a entender que o mesmo pode acontecer com as pessoas agora. Mas esses pregadores só pregam as histórias de vitória, de sucesso, não citam nem mostram os que foram derrotados, consumidos e mortos por ordem de Deus. São capazes de lembrar os nomes de todas as pessoas que venceram no passado, mas não lembram os que pelas desobediências foram consumidos. Sabem falar, ensinar história, mas não ensinam, não pregam Jesus, não abrem o Evangelho para o povo. Buscam em uma lei (que foi cumprida em Jesus) que, portanto, não mais se aplica, meios de justificarem os erros, as violações do Evangelho.
 "Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." (1 Timóteo 1:5). A nossa fé tem que ser em Jesus. Ele é a cabeça, o Noivo da igreja, e por isso devemos ensinar sobre Ele. Temos que falar sobre o que Ele quer de nós, o que vai fazer e espera de cada um. Jesus é Amor e quer que sejamos salvos, que vivamos ao seu lado, e isso só é possível pela obediência aos seus preceitos. Assim o nosso ensinamento tem que ser sobre esses preceitos, sobre as suas ordenanças, pois assim estaremos demonstrando o seu amor. Amar é querer conduzir todos à salvação, portanto, não pregar mentiras, histórias ou engano, mas ensinar a verdade. Não se preocupar em explicar o passado, mas conduzir todos a um futuro de paz e na presença do Senhor. Também não se podem colocar fardos pesados sobre os ombros das pessoas, como Jesus disse. Doutrinas estranhas, umas tão severas que chegam ao ponto de transformar as pessoas em alienadas. Outras tão libertinas que pregam que tudo pode, tudo é permitido, e inclusive muito mais do que para pessoas de outras religiões e credos. Uns líderes exigem que as ovelhas não usem joias, que as mulheres não usem maquiagem, não cortem o cabelo, nem usem calça comprida, entre outras coisas, mas permitem o divórcio e a fornicação. Para outras tudo pode, as pessoas vestem-se como querem, mostrando as pernas, as coxas e algo mais, decotes enormes, todos os tipos de maquiagem, chegando ao ponto da vulgaridade. Também exigem que as pessoas frequentem os seus templos a semana toda, como se não tivessem filhos, casa, família para cuidar. Criam campanhas e mais campanhas e praticamente obrigam as pessoas a pegarem os envelopes para trazerem ofertas. Nada disso é bíblico, isso não é o Evangelho. "Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam."(1 Timóteo 1:6-7).Falam muito, mas não conhecem o Senhor, porque, se assim fosse, somente falariam do Evangelho de Jesus Cristo. Criam teorias loucas, pregam emoção, prometem e exigem o que o Senhor não prometeu e nem exigiu, eles permitem o que Jesus proibiu. Esses doutrinadores são tolos e, pela sua arrogância, estão a serviço do inferno, pois com os seus ensinamentos é para lá que estão conduzindo as suas ovelhas. Jesus nos fala pela sua Palavra, pois Ele é a Palavra. (Deus Pai disse: "A Ele ouvis")Todas as nossas respostas.
 "Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente." (1 Timóteo 1:8). A lei do Senhor é boa e perfeita, se a utilizarmos de acordo com os seus preceitos. Não podemos criar adendos ou cláusulas, pois não são aceitos ou permitidos, e todos os que tentam acrescentar ou suprimir algo são os adversários do Senhor. Podemos ser vitoriosos, mas, se não praticarmos a Palavra do Senhor assim como Ele nos manda, se resolvermos agir segundo o nosso entendimento, com certeza vamos cair. Não podemos criar doutrinas ou preceitos fora dos já estabelecidos no Evangelho, pois, quando estamos procedendo assim, estamos ultrapassando limites. O Evangelho é o nosso manual de vida, nossa bússola, nosso GPS, nosso mapa. Se vivermos segundo ele, teremos vida eterna, mas, se o desprezarmos, seremos consumidos, ficaremos perdidos para sempre. "Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas." (1 Timóteo 1:9). A lei de Deus é para ser obedecida, e assim desviar do mal do pecado, porque a punição vem sobre todos os infratores. Todos os que não vivem segundo os preceitos do Senhor são infratores, e a esses vem a punição declarada na lei. Portanto, não se pode tentar suprimir o castigo e a punição contidos no Evangelho. Sabemos que Deus é bom, é amor, e perdoa, mas Ele disse que aquilo que o homem plantar com certeza colherá. Deus exige santidade de todos, porque Ele é Santo e todos os que se aproximam Dele têm que ser iguais. Assim, essas várias doutrinas contrárias à lei de Deus, essa tolerância ao pecado difundido por muitos líderes, pregadores, estão simplesmente conduzindo muitos à perdição eterna. O Senhor não permite que pessoas dentro dos templos, orando, cantando, fazendo jejuns e outros atos ritualísticos se mantenham no pecado. Jesus morreu para que tivéssemos direito à vida Nele, e, portanto, todos os que teimam em viver no pecado estão frontalmente contra Ele, e receberão o devido castigo por serem contra o Filho de Deus. Se não existissem o pecado, a desobediência e a rebelião, não haveria necessidade de lei, não haveria necessidade de se falar em punição, e tudo seria diferente. Por isso, é nosso dever, como pregadores do Evangelho, ensinar a verdade, e não o engano, pois todos vão prestar contas dos seus atos. A severidade da lei serve somente para os desobedientes, para os que não obedecem a ela. "Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado." (1 Timóteo 10-11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário