NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 14 de julho de 2015

COMO TRAIR JESUS

"E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo." (Mateus 26:47)

 Jesus sabia tudo o que iria lhe acontecer, por isso tinha chamado dois dos seus discípulos para lhe ajudar em oração, pois Ele, como homem, precisava se fortalecer para suportar a dura prova a que seria submetido. Jesus sabia que ia ser preso e crucificado, afinal foi para isto que Ele veio ao mundo, para morrer em nosso lugar e levar os nossos pecados. Mas, quando Ele clamava a Deus pai, os discípulos não conseguiram se manter acordados e dormiram. Por duas vezes Jesus os acordou, e na última vez falava com eles quando vieram prendê-lo. Os seus algozes chegaram guiados por um dos seus discípulos, que agiu de maneira traiçoeira e covarde e ainda o entregou com um beijo, num gesto de carinho e amor. As autoridades religiosas assim como a Bíblia relatam uma grande multidão e extremamente armada, como se Jesus fosse um bandido violento. Vemos em todo o ministério de Jesus que durante os três anos em que pregou, ensinou, curou, nenhuma vez o vimos agir com violência, a não ser quando encontrou o povo comercializando dentro do templo como muito se faz hoje. E mesmo assim, dessa maneira firme como Jesus agiu, Ele somente fez um chicote e os expulsou, fora isso nunca usou de violência, portanto não justificava essa multidão armada para o prender. "E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o." (Mateus 26:48).Judas Iscariotes era um dos discípulos de Jesus, que durante três anos conviveu diretamente com o Senhor e que Dele recebeu poder para curar os enfermos, expulsar demônios e pregar o Evangelho, porque ele foi um dos doze enviados por Jesus para preparar o caminho. "E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal. Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu; Simão, o Cananita, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu." (Mateus 10:1-4). Judas recebeu tudo. Era para ter sido um grande apóstolo, mas jogou tudo fora e está padecendo por toda a eternidade. Portanto, sabemos que não é pelo fato de alguém ter recebido poder do Senhor que não será um traidor amanhã.
 "E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o."(Mateus 26:49). Esse traidor entregou o Senhor de forma mais sutil, beijando-o e ainda o chamando de mestre. Assim vemos muita gente chamando Jesus de Senhor, declarando seu amor de maneira verbal, mas o traindo com um gesto. Todos os que falam o Nome do Senhor, mas permanecem nos erros e pecados, são traidores de Jesus e seguidores de Judas Iscariotes, e com ele padecerão no abismo eterno. Pessoas que receberam bênçãos, poder do Senhor, mas que o estão usando de forma indigna, que estão buscando riquezas, que extorquem, mentem são os traidores dessa geração. "Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam." (Mateus 26:50). Jesus, mesmo sabendo quem era Judas e o que tinha feito, ainda o chama de amigo. Judas trouxe uma multidão armada para prendê-lo como um homem violento, mas a maneira de Judas agir simplesmente mostra o caráter dele, porque, mesmo tendo recebido poder de Jesus, e ter sido ensinado diretamente pelo Mestre, ele não abandonou sua maneira desonesta de viver. Porque ele era ladrão e roubava das ofertas do Ministério de Jesus. "Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse: Por que não se vendeu este ungüento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres? Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava." (João 12:4-6). Judas roubava o ministério assim como vários líderes, tesoureiros, pastores, que usam o dinheiro da igreja para benefício próprio. Judas não era muito diferente dos muitos que estão em templos, porque também estão metendo a mão no ministério, tirando dinheiro para comprar bens em seu nome. Todos os que comercializam dentro dos templos, os criadores de campanhas, os que vivem pedindo ofertas, ajudas e que usam o dinheiro para si mesmos são os traidores de Jesus. Não é o fato de falar o Nome de Jesus, ou estar à frente de um templo, nem operar milagres e maravilhas, que torna alguém realmente servo do Senhor. Não podemos esquecer que o poder é do Senhor e Ele o usa com quem quiser e como quiser, até com um animal.
 "E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha." (Mateus 26:51). Pedro foi o que puxou da espada e cortou a orelha de um desses, cujo nome era Malcom. Jesus sempre foi contra qualquer tipo de violência, e não autorizou ou pediu que Pedro agisse assim. Temos visto muitos agirem com violência dizendo que têm que fazer valer o seu direito, que têm que defender o Evangelho com violência se necessário for. Mas não foi isso o que o Senhor nos ensinou, porque Jesus veio para curar os enfermos e libertar, não para ferir. "Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão." (Mateus 26:52). Jesus, sabendo que estava sendo preso, que seria humilhado, espancado e crucificado, não ofereceu nenhuma reação, e ainda impediu que os seus assim procedessem. Mandou que Pedro guardasse a espada e disse que todos os que usam a espada, a violência, sofreriam violência, morreriam pela violência. E isso temos visto acontecer, os que vivem de forma violenta morrem de maneira violenta. Para nossa vergonha, ficamos sabendo de supostos irmãos, pastores e outros que têm agido e reagido de maneira violenta, e muitas vezes ensinando os seus a agir com violência. "Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que Ele não me daria mais de doze legiões de anjos?" (Mateus 26:52). A legião romana tinha seis mil soldados, portanto doze legiões seriam setenta e dois mil. Jesus mostra que a luta, a defesa e a vingança pertencem ao Senhor. Não precisamos reagir com violência, nos defender ferindo quem quer que seja, porque, se for preciso, Deus envia seus anjos para impedir qualquer ação contrária. Jesus, se quisesse, clamaria, e Deus enviaria os seus anjos e o defenderia, e ninguém poderia tocá-lo ou prendê-lo, mas era necessário que a Palavra se cumprisse. Às vezes estamos passando por lutas, sofrimento, ataques, mas não devemos reagir de maneira violenta, devemos simplesmente orar pelas pessoas, pois o Senhor está no comando, na direção de tudo. Passamos por lutas e provas, mas, como Davi, temos que entender que em tudo existe a vontade ou permissão de Deus, portanto não podemos nos rebelar, porque estaremos nos rebelando contra Ele. "Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes."(Mateus 26:54-55). A Palavra do Senhor se cumpre por inteiro; assim como cumpriu na vida de seu Filho amado, também se cumprirá nas nossas. Quando nos rebelamos, quando não aceitamos, então não somos filhos, não somos discípulos de Jesus, mas de Judas Iscariotes. Jesus foi traído, acusado injustamente, ilegalmente, mas não abriu a boca para se defender. Portanto, se somos seus discípulos, temos que agir de igual maneira, sabendo que quem nos justifica é Deus. "Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram." (Mateus 26:56). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário