NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sábado, 6 de junho de 2015

RESPONSABILIDADE DOS CASADOS

"Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; Mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido." (1 Coríntios 7:1-2)

 Os coríntios tinham escrito a Paulo fazendo-lhe várias perguntas embaraçosas; e ele respondeu dizendo que seria bom que o homem não tocasse em mulher. Mas isso ele disse por causa da crise em corinto. Paulo em vários outros lugares pronunciou-se vigorosamente a favor do matrimônio, e em 1 Timóteo 4.1-3 ensinou que proibir o casamento seria um sinal de apostasia dos últimos tempos. Prova é que ele ensina, mostra como deve ser o comportamento do homem e da mulher casada em todas as circunstâncias e áreas. Paulo aconselha que, para evitar o pecado da fornicação, que cada um tenha sua mulher, ou seja, que se case e então desfrute dos prazeres do sexo sem pecado. Fornicação é todo relacionamento íntimo sexual entre solteiros, e isso engloba aqueles que vivem juntos como se casados fossem, mesmo que tenham filhos, e viverem juntos há anos não os transforma em uma família. O casamento válido diante do Senhor é aquele com o qual ambos concordam e existe uma escritura com a anuência e firma de testemunhas, pois não podemos esquecer que Jesus veio para cumprir a lei. O casamento em igreja, ou seja, o religioso nada mais é do que uma cerimônia, formalidade, e só tem validade se antes tiver sido realizado o civil. Portanto, quem vive junto tendo realizado somente o casamento religioso está em pecado de fornicação. Já os adúlteros são todos os que, sendo casados, aventuram-se em um relacionamento extraconjugal, e mesmo os que se divorciam e casam novamente estão em adultério diante do Senhor, e nem os adúlteros nem os fornicadores herdarão o Reino de Deus."O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido." (1 Coríntios 7:3). Quando as pessoas se casam, assumem a responsabilidade de dar prazer, satisfazer sexualmente um ao outro, caso contrário, estarão pecando e induzindo o seu cônjuge ao erro, ao pecado. É dever do marido atender às necessidades sexuais da esposa, assim como é dever da esposa atender às do marido. Quando se casam, assumem o compromisso diante do Senhor de cuidar em todos os sentidos um do outro, até que a morte os separe.
 "A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher." (1 Coríntios 7). A esposa não pode por qualquer motivo se negar ao marido, alegando cansaço, dor de cabeça ou outra coisa qualquer. Assim também o marido não pode alegar preocupações, cansaço físico para atender a sua esposa. A esposa não pode alegar qualquer motivo (a não ser por uma enfermidade séria) para não atender aos pedidos do marido - e devemos atentar que não existem partes santas em nossos corpos. Sexo entre o casal, e sabemos que o sexo só pode acontecer entre casais realmente casados, é um direito exclusivo desses. A maneira como ambos praticam o sexo não é pecado, mesmo porque entre o casal é louvor ao Senhor, portanto, se ambos concordarem, façam o que quiserem sabendo que são uma só carne, porque a alegação de que sexo entre o casal tem que ser feito desta ou daquela maneira é mentirosa e falsa. Não existe pecado entre o casal se praticarem sexo anal, oral, ou de outra maneira, desde que seja somente entre os dois, sem a utilização de objeto estranho algum. Não podemos esquecer que os casados são uma só carne, assim o corpo de um pertence ao outro, e, se ambos concordarem, sejam felizes e desfrutem dos prazeres do sexo com a bênção de Deus. "Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência."(1 Coríntios 7:5). Não se pode deixar de atender sexualmente ao cônjuge, porque, quando casado e estando acostumado ao sexo, a falta do mesmo induz ao pecado. Uma pessoa de mente fraca pode ser tentada pelo diabo e ir buscar fora o que não encontra em casa. O marido ou a mulher não deve ficar colocando limites na relação sexual do casal, pois a insatisfação leva o outro a buscar a realização fora, e o diabo sempre tem alguém pronto para atender aos pedidos. E, ao experimentar fora, o pecado acontece, o diabo assume, e com certeza o casamento está fadado à derrota e, consequentemente, vem o afastamento do Senhor. São vários os casamentos destruídos, fracassados, porque a mulher deu mais atenção aos filhos do que ao marido ou por deixar de cumprir com a sua obrigação como esposa, e, quando ela percebe, já é muito tarde.
 "Digo, porém, isto como que por permissão e não por mandamento. Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra." (1 Coríntios 7:6-7). Paulo explica que não é mandamento, uma ordenança do Senhor determinar que todos devam se casar, porque cada um tem um dom. Ele, por exemplo, era solteiro, e com certeza não poderia exercer o seu ministério sendo casado. Existem pessoas que não são casadas e não sentem necessidade de uma companheira ou companheiro, e vivem bem. Pessoas que têm um ministério não têm tempo para atender a um esposo, a uma esposa, não estão pecando, só não estão casando, não estão constituindo família. "Digo, porém, aos solteiros e às viúvas, que lhes é bom se ficarem como eu. Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se." (1 Coríntios 7;8-9). Mas os solteiros e viúvos, as únicas classes que têm direito a se casar, podem se casar livremente, ou melhor, devem, se viverem de forma abrasada. Quando um homem ou uma mulher vive de forma abrasada, pensando sempre em sexo, ou sentindo falta, deve casar para evitar pecar. As pessoas que vivem sofrendo ou lutando contra os desejos naturais devem se casar, pois Deus não chamou ninguém que não tenha antes capacitado. Os que têm o dom de viverem sozinhos não passam por lutas ou tribulações e nem sentem falta de companhia. Não é pelo fato de o marido ou a esposa ter abandonado o lar que o outro não deva mais lutar, achando que o Senhor os quer livres, pois não é assim, não temos um Deus de confusão. "Todavia, aos casados mando não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido." (1 Coríntios 7:10). Os casados não têm direito ao divórcio, à separação, isso não é permitido por nenhum motivo, e se acontecer uma separação provocada pelo cônjuge, que este fique sem se casar. Não se pode casar novamente, a não ser no caso de viuvez, porque, como são uma só carne, uma só pessoa, é impossível unir-se a uma terceira. O que Deus uniu o homem não tem condições de separar, não é um tribunal, um juiz, um pastor ou quem quer que seja que tem esse poder. Não é um pedaço de papel que libera alguém de um casamento. Se alguém está separado, busque ajuda no Senhor, clame a Ele pela restauração, santifique-se, e então acontecerá. O principal é as pessoas terem temor do Senhor, e os casados jamais deixarem os seus cônjuges se separarem. "Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher."1 Coríntios 7:11). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
 Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário