NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 13 de março de 2015

MAU USO DO BEIJO

"E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo." (Mateus 26:47)

   Jesus estava no jardim do Getsêmani quando Judas, o traidor, chegou com uma multidão de pessoas armadas para o prenderem. Vemos que Jesus em todo o seu ministério somente abençoou a todos os que foram a Ele: curou os enfermos, expulsou demônios libertando as pessoas, pregou o Evangelho, alimentou multidões multiplicando pães e peixes. Mas esse povo agora segue os líderes religiosos armados para prenderem o Senhor. Jesus já sabia de tudo isso, pois nos versículos anteriores desse capítulo, nesse mesmo evangelho, vemos a sua dor e sofrimento, sua oração ao Pai, porque Ele, como homem, sabia como seria a sua dor, uma vez que a sua morte não foi serena como a de muitos mártires justamente por não ser um mero mártir. Ele era o Cordeiro de Deus que carregava sobre si a punição dos pecados de toda a espécie humana. A ira de Deus foi desencadeada contra Ele. Somente isso pode explicar satisfatoriamente o que aconteceu no Getsêmani. Ali, onde seu suor se transformou em sangue, um dos seus discípulos o entrega com um beijo e uma multidão vem armada para prendê-lo, sendo que antes existiam multidões pedindo milagres e socorro. "E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o." (Mateus 26:48). Judas Iscariotes combinou de traí-lo, entregá-lo da maneira mais vil possível, com um beijo, expressão de amor, carinho, e assim trai o Filho de Deus. Durante três anos esteve junto vendo os milagres e o poder de Deus Nele, e não somente isso, também recebeu poder para curar e libertar quando foi com os doze em missão para o Senhor. Portanto, não há desculpas, ou alegação de ignorância, e sim uma ação premeditada para destruir o Filho de Deus. Não é diferente de todos os que falam que amam o Senhor, que lotam os templos, igrejas, que vivem pedindo orações, socorro ao Senhor, mas não abandonam os pecados, porque todas as vezes em que pecamos de maneira consciente, todas as vezes em que desobedecemos ao Senhor, também estamos pedindo a sua morte, pois a prática do pecado é uma afirmação de discordância e rejeição ao Senhor.
   "E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o. Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam." (Mateus 26:49-50). O traidor chega saudando e o chamando de Mestre (Rabi) e o beija. Vejamos que esse ato, essa ação imoral, vulgar, ultrajante de Judas não é diferente de todas as pessoas que gostam de falar que amam Jesus, que Deus é bom, mas fazem tudo ao contrário do que Ele manda fazer. Os judas da atualidade são os que colocam adesivos nos carros expressando a fidelidade de Deus, mas esses mesmos carros vivem em motéis e drive in sendo usados como objeto para se cometer adultério, traição, prostituição. Esses mesmos veículos que têm adesivos falando que Jesus é amor são usados para dar fechadas em outros, ou para atropelar e tirar a vida de pessoas. Há pessoas que usam roupas, camisas com dizeres falando sobre o caráter Divino do Senhor, mas vivem em todos os tipos de pecados. Todos os que vão a igrejas, cantam hinos, louvores, oram, participam de campanhas, mas não abrem mão do pecado estão cometendo atos semelhantes ao de Judas, pois abrem a boca para falar que o amam, mas suas ações mostram o contrário. Chamar Jesus de Mestre, falar que o ama e agir contrário aos seus ensinamentos é a mesma traição de Judas, portanto são discípulos do traidor os que assim procedem. "E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha." (Mateus 26:51). Pedro nesse instante pega da espada e ataca um dos servos do sacerdote por nome Malco, cortando a sua orelha. Pelo local onde Malco foi atingido, cremos que ele tentou se defender, então sabemos que a intenção de Pedro era feri-lo na região da cabeça. Mas Pedro agiu por impulso e na carne, agiu na emoção, pois, se estivesse em espírito, entenderia que tudo isso deveria acontecer para que as Escrituras se cumprissem e, se fosse ao contrário, o Senhor teria toda a defesa de que precisasse, como Ele mesmo afirmou. Não podemos esquecer que Jesus veio pregar a paz, trazer a paz, e não a violência, e um ato de defesa, de revide seria violência e então estaria indo contra os seus próprios ensinamentos. Assim também são muitos os que falam que servem ao Senhor, e muitas vezes cometem violências, defendem a violência para trazer a paz, sendo que nada justifica uma ação violenta, e que é impossível uma ação violenta trazer a paz.
   "Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão." (Mateus 26:52). Jesus chamou a atenção de Pedro e mandou-o guardar a arma, a espada, e ainda lhe ensina que quem traz a morte também morte receberá. Todos os que praticam a violência contra outros também receberão violência. Todos os que concordam com a morte também receberão a morte, e a espada pode vir em nossa casa, nossa família por atos cometidos por nós. Jesus foi o Cordeiro de Deus, que, sendo acusado sem pecado, não reagiu e aceitou o sofrimento e a morte em nosso lugar, portanto Ele é contra a violência e a morte, e não se pode tentar justificar a morte, a violência como ato de defesa ou proteção, porque isso é ir contra a Palavra e ensino do Senhor. "Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que Ele não me daria mais de doze legiões de anjos?" (Mateus 26:53). Jesus mostra que, se Ele quisesse, oraria, pediria ao Pai e Ele lhe enviaria na mesma hora mais de doze legiões de anjos para o defender. Uma legião romana tinha seis mil soldados, portanto o que Jesus está dizendo é que, se Ele pedisse, e fosse para acontecer, Deus enviaria mais de setenta e dois mil anjos para socorrê-lo. Assim Jesus está dizendo que tudo o que está acontecendo é com a anuência do Pai, portanto Ele deveria simplesmente obedecer às determinações de Deus. Todos devem entender que nada nos acontece se não for por vontade ou permissão de Deus e que ninguém tem poder de nos causar qualquer dano se o Pai assim não o quiser. Nada nem ninguém pode nos causar dano se Deus assim não quiser, portanto, quando nos voltamos com violência contra alguém ou algo, estamos pecando, errando, desobedecendo, portanto receberemos o devido castigo pela desobediência e senão o sofrimento por toda a eternidade. "Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?" (Mateus 26:54). Jesus sabia tudo o que iria acontecer, mesmo porque Ele veio para cumprir as Escrituras, e quem conhecia as mesmas Escrituras sabia, pois tudo estava revelado, tudo foi antes profetizado. A lei se cumpriu em Jesus, Ele veio para tirar os pecados do mundo, portanto Ele não podia fugir desse sofrimento, afinal, foi para isso que Ele veio. Nós viemos para sermos santos, para vivermos em santidade, para seguir os passos de Jesus, mas, quando nos rebelamos, buscando prazeres e outras regalias, coisas aqui, estamos indo contra o Senhor. "Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes." (Mateus 26:55). A maneira como foram prender Jesus e tudo mais deveria acontecer assim, caso contrário eles teriam prendido o Senhor quando Ele no templo pregava e operava maravilhas. Mas a Escritura se cumpre, e Jesus tudo fez para que assim acontecesse."Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram." (Mateus 26:56).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço.
Pr.Henrique Lino

Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário