NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

JEJUM BÍBLICO

"Disseram-lhe, então, eles: Por que jejuam os discípulos de João muitas vezes, e fazem orações, como também os dos fariseus, mas os teus comem e bebem?" (Lucas 5:33)

Vieram questionar Jesus sobre o porquê de seus discípulos não jejuarem, enquanto que os de João Batista jejuavam sempre. Queriam saber o porquê dos discípulos de João Batista viverem em constante jejum e os dele viverem sempre se alimentando. Nós veremos a resposta de Jesus, que realmente abre o nosso entendimento, nos mostra qual é a real função do jejum, porque os religiosos fazem jejum por vários motivos, e a maioria deles de maneira errada. Primeiro devemos saber qual é a função do jejum, o porquê e quando jejuar. Muitos jejuam como uma espécie de sacrifício a Deus, mas aí veremos que existem erros, mesmo porque não temos necessidade e nem devemos nos sacrificar ao Senhor, porque o único sacrifício aceitável foi o de Jesus. "Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento."(Mateus 9:13). Vejamos que no Evangelho de Mateus esse assunto está inserido junto com esse tema, ou seja, é o versículo anterior a esse sobre o questionamento do jejum. Assim fica claro que a função do jejum não é oferecer sacrifício a Deus, mesmo porque Ele não aceita, então devemos descobrir qual é a sua função. Jejuar por situações, causas, em busca de bênçãos, ou jejuar por si mesmo ou por outras pessoas, será que é essa a função do jejum? Será que Deus nos atenderá, nos ouvirá se ficarmos com fome ou com sede em prol de alguém ou de alguma coisa? Vemos que é ilógico e contra a própria Palavra, não existe consistência. Portanto, vamos ouvir o Senhor Jesus. "E ele lhes disse: Podeis vós fazer jejuar os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? "(Lucas 5:34). Jesus responde com uma pergunta,mostrando que é impossível fazer jejum, por exemplo, em um dia de festa, quando o Noivo está presente. Bom, se nós somos a igreja, se Jesus é o Noivo, se estamos em comunhão com Ele, se estamos bem espiritualmente, não podemos jejuar. Portanto, sabemos pela resposta de Jesus que o jejum é para quando se está fraco espiritualmente, quando não se sente a presença do Senhor. Quando as nossas orações parecem não passar do teto, quando estamos frios, espiritualmente falando, quando a fraqueza vem, então jejuamos e clamamos o Senhor para fortalecimento e crescimento espiritual, pela sua presença.
"Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então, naqueles dias, jejuarão." (Lucas 5:35). Os discípulos estavam com Jesus, eles o tinham constantemente, por isto não havia porque jejuar, pois estavam na presença do Noivo. Mas o Noivo, Jesus, nos mostra que há dias em que o Noivo é tirado, então jejuamos, quebramos a nossa carne. A função do jejum é quebrantar a carne e fortalecer o espírito, porque, estando jejuando, com fome e sede, é mais difícil pensar em coisas erradas, pensamentos tolos e pecados, portanto, devemos estar em orações, buscando mais e mais a presença de Cristo. Com certeza não seria por ficarmos com fome e sede que Deus iria nos atender neste ou naquele pedido; assim fica claro que não podemos jejuar pela vida de ninguém nem por nada, somente para o nosso crescimento espiritual. "E disse-lhes também uma parábola: Ninguém tira um pedaço de uma roupa nova para a coser em roupa velha, pois romperá a nova e o remendo não condiz com a velha."(Lucas 5:36). O Senhor Jesus ainda mostra que é impossível tentar praticar a lei e a Graça, como muitos gostam de justificar o fato de querer jejuar por outras pessoas ou causas através do jejum que a rainha Ester pediu que fizessem por ela. Mas aqui Jesus já mostra que não se pode tentar justificar atitudes nossas baseadas em uma lei que se cumpriu Nele, e que agora devemos ouvi-Lo. Assim não resta argumento que possa justificar a tentativa de transformar o jejum em uma espécie de oração ou pedido de bênção.Pregadores, denominações, templos que ficam chamando as pessoas para fazerem jejuns por causas impossíveis, ou por um milagre rápido, pela família, estão simplesmente induzindo as pessoas ao erro. Deus não vai ouvir ou atender a ninguém pelo fato de ficar algumas horas com fome e sede. Além do mais, existem maneiras de se fazer jejuns e não como são feitos a cada momento de acordo com a vontade de cada pessoa. "E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente." (Mateus 6:16-18). Jejum é algo pessoal, e, quando se faz, não se declara para ninguém, e nem se deixa transparecer que o está fazendo, e não existe jejum parcial,é somente total. Ausência total de água e alimentação, mesmo que seja por um curto período de tempo.
 "E ninguém deita vinho novo em odres velhos; de outra sorte o vinho novo romperá os odres, e entornar-se-á o vinho, e os odres se estragarão." (Lucas 5:37). Vivemos em Jesus, na Graça, Ele é o Noivo, portanto a Ele devemos ouvir. Se tentarmos trazer um procedimento antigo para o que é novo, com certeza não dará certo, assim como Ele nos ensina. Por isso, o jejum deve ser praticado em benefício próprio, para fortalecimento espiritual e de maneira correta. Não existe jejum de objetos, por exemplo, deixar de ver televisão, comer uma ou outra espécie de alimento, jejum de redes sociais. Isso não passa de engano, mentiras, crendices, religiosidades. Jejum bíblico é o total e não parcial, assim como não existe jejum de Daniel, mesmo porque, quando o jovem Daniel deixou de comer os alimentos do rei, ele não estava jejuando, somente não aceitou comer comidas sacrificadas a ídolos, portanto ficou comendo somente legumes, mas não foi jejum. Cada pessoa tem o seu limite de várias maneiras, ou por questão de saúde, mas, quando fizer o jejum, que seja total de água e alimento, mesmo que seja por poucas horas, e nessas horas que se dedique à oração. Mesmo estando no trabalho ou fazendo qualquer outra coisa, nada impede que permaneça em espírito de oração, santificando-se de toda a sujeira."Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum." (Mateus 17:21). Temos que ser sábios, temos que compreender o Evangelho. Jesus aqui fala de maneira direta e clara que existe uma casta de demônios que só sai com jejum e oração. Mas isso não quer dizer que, pelo fato de jejuarmos, os demônios vão sair das pessoas assim facilmente. O que Jesus está dizendo é que, quando nos fortalecemos espiritualmente, temos condições de expulsar os demônios de nós mesmos, pois há muitas pessoas que estão nas igrejas, até nos altares, mas ainda não foram libertas totalmente, e com santidade, santificação, jejum e oração elas serão libertas. Também, quando jejuam, se santificam, têm condições de dar a ordem e expulsar os demônios de outras pessoas; quando estão em espírito, quando têm a companhia do Noivo, pois tudo fazemos em nome de Jesus. Quando fazemos o jejum com a função de nos libertarmos de qualquer coisa, ou quando nos santificamos para estar preparados para fazer o que o Senhor nos mandou, libertando outras pessoas, vemos a presença e o poder do Noivo em ação. "Mas o vinho novo deve deitar-se em odres novos, e ambos juntamente se conservarão. Se sentir a ausência de Jesus, então jejuem, se santifiquem, mas se estiver bem espiritualmente,não precisa jejuar, se alimente adequadamente pois é isto que o Senhor espera de nós.E ninguém tendo bebido o velho quer logo o novo, porque diz: Melhor é o velho." (Lucas 5:38-39).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino



Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário