NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

TEMOS LUZ

"Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida." (João 8:12)

Jesus em todo o tempo fazia questão de mostrar quem Ele era, falando sempre das coisas concernentes ao Reino de Deus, fundamentalmente mostrando que Ele era o Messias, o esperado, e que tudo se cumpria Nele, que a lei se cumpria totalmente Nele. Quando Ele disse que era a Luz do mundo, estava falando que quem andasse, vivesse segundo os seus ensinamentos, viveria Nele, não andaria no escuro, teria luz da vida. Saberia para onde iria, e não mais tatearia na escuridão do erro, da ignorância e do pecado. "Disseram-lhe, pois, os fariseus: Tu testificas de ti mesmo; o teu testemunho não é verdadeiro. "(João 8:13). Os fariseus, os religiosos da época sempre o atacavam, e,por não conhecerem ou entenderem as Escrituras, apesar de viverem na religiosidade,o acusavam de Ele dar testemunho de si mesmo. A ignorância religiosa que permeia os que se denominam cristãos ainda é latente e gritante, ainda acusam o Senhor, ainda o afrontam. "Respondeu Jesus, e disse-lhes: Ainda que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro, porque sei de onde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis de onde venho, nem para onde vou."(João 8:14). Esses fariseus, os religiosos, nada entendiam, e continuam não entendendo, não sabendo a sua origem, e não sabem para onde vão. Jesus sabia que a sua origem não era terrena, apesar de ter surgido para os homens de maneira tradicional, ou seja, do ventre de uma mulher, mas Ele sabia que não foi ali que nasceu. Ele sabia que tinha vindo do Pai. Mas, principalmente, Ele sabia que retornaria para o Pai, para o lugar de onde tinha saído, mas os religiosos não o conheciam, nem sabiam nada a seu respeito, apesar de terem as Escrituras. "Vós julgais segundo a carne; eu a ninguém julgo. E, se na verdade julgo, o meu juízo é verdadeiro, porque não sou eu só, mas eu e o Pai que me enviou." (João 8:15-16). Os religiosos julgavam e julgam segundo a carne, segundo o que é aparente, segundo as suas vontades, mas o Senhor não julga assim. Se assim fosse, o seu julgamento seria falho, não seria justo. Mas Ele julga de forma espiritual, pois Ele é Espírito. O julgamento Dele é Divino, pois é o próprio Deus quem julga, e o julgamento de Deus não é para condenar a Criação, muito pelo contrário, o objetivo é a salvação, e foi por tal motivo que Ele enviou o Seu Filho amado.
"E na vossa lei está também escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro. Eu Sou o que testifico de mim mesmo, e de mim testifica também o Pai que me enviou." (João 8:17-18). Apesar de toda a Escritura conduzir, mostrar Jesus, mostrar o Espírito de Deus, esses religiosos ainda não tinham compreendido que Deus é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Jesus não surgiu somente no Novo testamento, não foi somente na Nova Aliança, muito pelo contrário, Ele é o início, desde a Criação O vemos com o Pai. Portanto, era para eles saberem que Jesus não estava falando por si mesmo, o Pai é que estava falando e testemunhando."Disseram-lhe, pois: Onde está teu Pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai." (João 8:19). Eles queriam ver; mais um sinal de total ignorância das Escrituras. Jesus declara de forma aberta que eles não o conheciam e nem conheciam Deus, pois, se assim fosse, saberiam quem Ele era e veriam Deus na pessoa Dele, porque quem conhece Deus conhece Jesus, e vice-versa, uma vez que é impossível conhecer um sem o outro, pois um vive no outro, e ambos vivem em nós, se formos praticantes da sua Palavra. "Estas palavras disse Jesus no lugar do tesouro, ensinando no templo, e ninguém o prendeu, porque ainda não era chegada a sua hora."(João 8:20).Quando Jesus falou com esses religiosos, estava no templo, e ali próximo havia o gazofilácio, onde as pessoas depositavam os seus dízimos e ofertas. Vemos que dentro do templo Jesus falou com religiosos, com pessoas que diziam e ministravam a Palavra de Deus, mas sem conhecê-lo, portanto eram cegos que guiavam cegos. "Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Eu retiro-me, e buscar-me-eis, e morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, não podeis vós vir." (João 8:21). Jesus sempre falava de maneira espiritual, assim como dissemos no início; e aqui Ele está novamente falando dessa maneira, só que os religiosos sempre olham e procuram entender de maneira física, material. Jesus está dizendo que vai se retirar, mas não do templo ou de Israel, diz que vai voltar para o Pai, ou seja, que Jesus homem será morto e que Ele voltará ao Pai, e onde Ele estará esses religiosos não podem ir. Jesus está dizendo que voltará para onde estava, de onde veio, e lá não existe lugar para religiosos, pecadores, materialistas.
"Diziam, pois, os judeus: Porventura quererá matar-se a si mesmo, pois diz: Para onde eu vou não podeis vir?" (João 8:22). Mesmo o Senhor falando com todas as letras quem Ele era e mostrando sinais, eles não criam Nele. Jesus falava do Reino, e eles não entendiam, pois especulavam onde Ele estava falando que iria; pensavam até que talvez Jesus estivesse falando em se matar, em suicídio, mas eles não sabiam que eles é que estavam mortos, pois estavam rejeitando a Vida. "E dizia-lhes: Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo." (João 8:23). Jesus explica que eles eram de baixo, ou seja, nada tinham a ver com o Reino de Deus. Apesar de estarem no templo, de ministrarem, eles eram terrenos e iriam padecer para sempre por rejeitarem a Palavra, a Verdade, o Filho de Deus. Explicação mais clara não existe, o Senhor mostrou para eles quem Ele era e para onde iria, e também mostrou quem eles eram e para onde iriam. A mesma coisa o Senhor fala para os inúmeros religiosos, enganadores, mentirosos que lotam os templos, as igrejas, que ficam somente de olho nas ofertas e dízimos. Não foi à toa que o Senhor falou isso estando no lugar em que eles recebiam as ofertas e dízimos."Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que Eu Sou, morrereis em vossos pecados." (João 8:24). Jesus dentro do templo, próximo ao gazofilácio fala com os sacerdotes, fariseus, o equivalente a pastores da nossa atualidade, bispos, apóstolos, que eles morrerão nos seus pecados porque não buscavam e nem ensinam a verdade, porque estão de olho nas coisas materiais, ensinam a mentira e a emoção. Eles não criam como não creem que Jesus É."Disseram-lhe, pois: Quem és tu? Jesus lhes disse: Isso mesmo que já desde o princípio vos disse." (João 8:25).Teimam em saber quem é Jesus, sendo que Ele mesmo já se revelou, Ele é a Palavra, O Verbo, o Evangelho, Ele é o início, O fim, Ele é tudo, mas as pessoas preferem ignorar e buscá-lo com oraçõezinhas emotivas e choro, mas não obedecem, não se santificam, não vivem o seu Evangelho. Jesus não é religião, Ele é poder, é tudo, e, para vê-lo, conhecê-lo, é pela obediência aos seus preceitos. "Muito tenho que dizer e julgar de vós, mas aquele que me enviou é verdadeiro; e o que Dele tenho ouvido, isso falo ao mundo. Mas não entenderam que ele lhes falava do Pai."(João 8:26-27). Jesus falava sempre das coisas do Reino, e Ele, que é o Verbo, julgará, porque seremos julgados pela Palavra que desprezamos hoje. Quando ouvimos Jesus, ouvimos o próprio Deus, pois tudo se encerra Nele. Jesus não era um profeta, Ele era e é o Filho de Deus. "Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do homem, então conhecereis quem eu sou, e que nada faço por mim mesmo; mas falo como meu Pai me ensinou." (João 8:28). Jesus então fala, alerta que eles saberão que Ele era o Messias, o Senhor, o Filho de Deus, e assim foi, pois, quando Ele se entregou ali na cruz, todos ficaram sabendo quem realmente era. E assim também acontecerá agora quando Ele voltar, e então muitos verão a Palavra se cumprir, mas verão de longe, pois não irão ao seu encontro, não entrarão no Reino, e irão padecer por toda a eternidade. "E aquele que me enviou está comigo. O Pai não me tem deixado só, porque eu faço sempre o que lhe agrada. Dizendo Ele estas coisas, muitos creram Nele. Jesus dizia, pois, aos judeus que criam Nele: Se vós permanecerdes na minha Palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará."(João 8:29-32).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário