NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

SERÁ QUE CONHECEMOS JESUS?

"E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele." (João 3:1-2)

Nicodemos era fariseu e membro do Sinédrio, ou seja, um mestre em Israel, um mestre judaico, alguém revestido de autoridade e poder.Talvez por esse motivo, foi procurar Jesus, à noite, escondido, possivelmente não queria que ninguém soubesse que ele tivesse ido consultar o Senhor. Esse fariseu e membro do Sinédrio reconheceu que Jesus era Mestre e enviado de Deus; reconheceu os milagres e prodígios, os sinais que Jesus fazia. Pelo seu conhecimento das Escrituras, pelos profetas, ele sabia que Jesus era o Messias, o Filho de Deus, mas, mesmo com esse conhecimento, ele ainda estava ligado às coisas materiais e físicas, pois não teve coragem suficiente de assumir a sua fé publicamente. Assim são muitos: acreditam no Senhor,mas não o confessam publicamente, no trabalho, na escola ou no meio social, não têm coragem de assumir que creem no Deus vivo e que são seus servos. Mas na igreja, ou no momento de oração, confessam, ou seja, são como esse fariseu, só procuram o Senhor às escondidas. "Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus." (João 3:3). Jesus fala do renascimento, fala que, para alguém ver, compreender, entrar e viver no Reino de Deus, é necessário nascer de novo, porque aquele que vier de maneira comum, olhando de forma física, material, natural, não vai entender as grandezas do Reino, porque Deus é Espírito, e importa que o compreendamos de forma espiritual. "Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?" (João 3:4). Esse fariseu e mestre judaico nada entendia espiritualmente, nada sabia sobre o renascimento, porque ele logo tentou entender de maneira física como que uma pessoa adulta poderia voltar ao ventre da mãe para nascer de novo. Muitos dos que lotam templos religiosos e que acham que são mestres nada sabem, nada discernem espiritualmente, precisam nascer de novo, assim como esse fariseu, pois somente reconhecer que Jesus é o filho de Deus não capacita para o Reino.
"Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus." (João 3:5). Jesus explica então que o novo nascimento não é de maneira carnal, mas espiritual, que tem que nascer da água, e o nascimento da água é o batismo nas águas, é quando se reconhece que o Senhor é o Deus Todo Poderoso e se prostra aos seus pés; é enterrar o velho homem, a velha mulher e renascer em novidade de vida. É quando se decide viver uma nova vida em Cristo, viver segundo os seus preceitos e ordenanças. Nascer do Espírito é quando o Espírito Santo é que passa a conduzir a nossa vida, ou seja, vivermos segundo os preceitos do Senhor, não mais segundo a nossa vontade e desejos carnais; é quando recebemos o batismo com o Espírito de Deus. "O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo." (João 3:6-7). O nosso nascimento normal, natural é a nossa maneira carnal de vir ao mundo, independentemente da nossa vontade; já para o nascimento espiritual é necessário o nosso querer, pois não somos forçados, obrigados, a escolha é nossa. Quando escolhemos o novo nascimento, quando queremos entrar no Reino, então nos batizamos e procuramos viver guiados pelo Espírito de Deus. Quando nascemos no Espírito, já não fazemos a vontade da carne, já não vivemos na carne, mas no espírito, porque fomos gerados no Espírito. Nascer no Espírito é submissão total ao Senhor. "O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito." (João 3:8). Jesus dá um exemplo para esse fariseu. Fala sobre o vento, mostrando que quem nasce de novo simplesmente não mais vive pela lógica humana ou desejos e emoções, mas somente onde o Espírito o conduzir. "Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso? Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?" (João 3:9-10).Quando Jesus fala sobre isso, Nicodemos fica perplexo, pois não entende, e Jesus então mostra que ele, sendo mestre dos judeus, não sabia nem mesmo as coisas naturais, como o vento, de onde vem e para onde ia. Portanto, se coisas simples ele não entendia porque estava olhando de maneira natural, assim não conseguiria entender o Reino, o qual é necessário discernir espiritualmente.
"Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho." (João 3:11). Jesus falava das coisas do Reino de Deus, pois era sobre o que Ele sabia e vivia. Ele testemunhava sobre o poder de Deus, pois isso era o que conhecia bem. Mas mesmo Nicodemos, que chegou até o Senhor reconhecendo ser Ele Mestre da parte de Deus, e sendo ele mestre em Israel, não discernia as coisas Espirituais do Reino; na verdade nem as naturais, como ele mesmo mostrou. Quem é espiritual é guiado pelo Espírito e fala somente das coisas concernentes ao Reino. "Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?"(João 3:12).Como um carnal pode entender as coisas espirituais, para entender a vontade de Deus para as nossas vidas, devemos procurar conhecê-lo bem, e não ficarmos simplesmente querendo que o Senhor realize os nossos desejos carnais. Jesus falou das coisas do mundo, o que é visível, e não creram Nele, então, quando se fala no poder de Deus, nas leis do Reino, as pessoas não entendem e, porque não dizer, não aceitam. A bem da verdade, por serem carnais, as pessoas não aceitam as leis do Reino, as espirituais, e procuram um meio termo."Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu." (João 3:13). Jesus então fala de maneira clara sobre a sua origem, de onde tinha vindo; fala que Ele estava no Céu com o Pai e desceu. Como essa revelação é muito espiritual, Nicodemos não entende, mas Jesus continua falando e procura mostrar ainda o que vai lhe acontecer para que esse fariseu creia. "E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado." (João 3:14). Assim como Moisés fez uma serpente de metal e colocou em um local alto para que as pessoas que fossem picadas por serpentes olhassem e se curassem, Jesus também seria pregado na cruz, e todos os que olhassem para Ele seriam salvos. Mas esse olhar para Jesus é de maneira espiritual, é se entregar a Ele, viver por Ele. "Para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:15).Porque todos os que creem em Jesus sabem que crer é viver, é praticar o Evangelho de Jesus Cristo, é andar em Espírito. Todos os que crerem, praticarem a Palavra do Senhor viverão eternamente, porque foi esse o propósito do Senhor: dar vida eterna, e não boa vida aqui. E somente quem entende isso é quem é espiritual; o carnal pensa que o Senhor veio para que ele possa desfrutar do melhor aqui. "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16). Deus enviou o seu Filho único para sofrer e morrer por nós, para que alcancemos a vida eterna, e não por outro motivo qualquer, e isso muitos religiosos e mestres da atualidade não entendem, pois julgam que foi para terem direitos aqui. São carnais ensinando a carnais. "Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. Quem crê Nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus." (João 3:17-21).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário