NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O QUE TEMOS PARA DAR

"E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona. E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam." (Atos 3:1-2)

Os três horários fixos de oração para o judaísmo tardio eram o meio da manhã (terceira hora: 9 horas), a hora do sacrifício da tarde (nona hora:15 horas) e o pôr do sol. Portanto, eram aproximadamente quinze horas quando Pedro e João foram ao templo orar e se depararam com um mendigo, deficiente físico, que sempre ficava ali na porta da igreja, como sempre acontece nas portas de igrejas, onde ficam pessoas pedindo esmolas - muito mais nas igrejas católicas e outras, pois na maioria das evangélicas os líderes destas mandam expulsá-los, não permitem que fiquem. Mas o fato é que todos os dias esse aleijado ia à porta do templo pedir esmola, e possivelmente deveria receber, caso contrário, não justificaria a sua insistência em todos os dias ir ao mesmo local. Vemos todos os dias aleijados, pedintes por toda a parte; vemos na porta do trabalho, de casa, nas ruas, sempre pedindo esmolas. O máximo que fazemos é dar-lhes algumas moedinhas, e assim mesmo à distância, pois não queremos ser tocados por eles. "O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola." (Atos 3:3). O mendigo fez o que sempre fazia: pedir esmolas.Sempre deparamos com pessoas que nos estendem as mãos pedindo esmolas, pedindo algo, e na maioria das vezes viramos o rosto. Não paramos para conversar, para saber o porquê de estarem naquela situação, não nos preocupamos em ajudar, socorrer, esquecemos que aquele que nos pede uma esmola é feitura, criatura de Deus, é imagem e semelhança de Deus. Sabemos que o diabo é o pai da mentira, mas vivemos na mentira, porque sempre estamos falando para os mendigos, os pedintes que não temos nada, que não temos dinheiro, que nada temos para dar. Mas passamos por eles e entramos em uma loja, compramos um monte de bobagens, vamos a uma lanchonete, a um restaurante e nos fartamos, mas para os mendigos e pedintes sempre dizemos que nada temos. As mesmas mãos que escondemos, encolhemos para não ajudar, socorrer um pedinte, são as mesmas que nos domingos se levantam na igreja pedindo socorro, bênçãos ao Senhor. Hipocrisia.
"E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós. E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa." (Atos 3:4-5). Os discípulos de Jesus olharam para o mendigo e lhe pediram que olhasse para eles, e, claro, imediatamente o pedinte assim o fez, pois esperava receber deles algumas moedas. Não sabia que ia receber a maior das esmolas que esses apóstolos tinham para lhe dar. Nós somos miseráveis, porque não temos nada para dar a um pedinte, e o que temos nos recusamos a dar, somos egoístas, avarentos, achamos que somos superiores a eles por não estarmos pedindo. Mas aquele que está pedindo esmola talvez seja mais feliz e tenha muito mais para nos dar do que nós a ele, pois só podemos dar algo material, e ele pode nos dar algo espiritual, pois a recompensa vem é do céu. "E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda."(Atos 3:6). Esses apóstolos confessaram para o mendigo que não tinham dinheiro, mas o que tinham daria a ele, o que é a maior das esmolas, pois eles tinham Jesus,que lhe estavam dando. No Nome de Jesus eles dão a ordem ao mendigo, ao aleijado, que não podia se levantar, andar. Eles simplesmente mandam-no se levantar e andar no Nome de Jesus Cristo. Como eles tinham Jesus, foi fácil fazer isso, falar, mandar; eles deram o que tinham. Nós falamos que temos Jesus, mas somos incapazes de amar o nosso semelhante como Jesus mandou. Falamos que amamos, mas não temos coragem de dar nem mesmo um abraço em um pedinte, um aperto de mão, não damos nada; na verdade, escondemos, fechamos os vidros do carro para não sermos incomodados; apresentamos desculpas dizendo que vão usar a esmola para outro fim. Acusamos os pedintes de ladrões, bandidos, drogados, mas, mesmo se o fossem, talvez se parássemos, se conversássemos, se lhes déssemos amor, os salvaríamos. Nós não apresentamos Jesus a eles porque também não O temos; somos mentirosos, hipócritas. Não curamos os enfermos, não damos a ordem de levantar e andar, porque somos mesquinhos e não temos poder, porque o poder vem do Senhor; para termos o poder, é necessário Jesus habitar em nós, e como Ele não habita na avareza, soberba, orgulho, maldade, então não O temos para dar. Não podemos dar a ordem, e, se dermos, ela não se cumprirá, porque o que temos para dar negamos, e por tal motivo não recebemos poder, não recebemos nada do Senhor.
"E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram. E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus." (Atos 3:7-8). Esse deficiente físico que ficava na porta da igreja todos os dias recebeu o que não pedia, o que nem mesmo imaginava que poderia receber algum dia. Mas recebeu e comemorou e entrou na igreja, no templo, para agradecer, adorar, louvar ao Senhor. Ele pulou de alegria sobre as pernas que antes eram inanimadas. Ele procurou o Senhor, porque viu o seu poder, viu o seu amor, por isso se converteu, e com o seu testemunho conduziu muitos ao Pai. Nós, ao contrário, os afastamos da presença do Senhor, porque, com o nosso jeito de falar que somos evangélicos, de carregar as nossas bíblias, de nos vestir, dizemos uma coisa, mas com o nosso comportamento mostramos outra, pois expulsamos os aleijados, os mendigos, os pedintes, os enfermos; fechamos a porta para eles. Não somos capazes de orar por eles e com eles, temos vergonha de as pessoas nos verem conversando ou abraçando alguém que pede esmolas. Não os curamos e nem a nós mesmos, por isso a nossa casa, nossa vida anda cheia de enfermidades e em tantas áreas, porque somos mesquinhos. Hipocrisia. "E todo o povo o viu andar e louvar a Deus; E conheciam-no, pois era ele o que se assentava a pedir esmola à porta Formosa do templo; e ficaram cheios de pasmo e assombro, pelo que lhe acontecera." (Atos 3:9-10). Todos, quando viram o milagre que o Senhor tinha feito, glorificaram o Senhor e o temeram, pois viram que o poder emana do Trono de Deus, e que para o Senhor nada é impossível. Mas como somos mesquinhos, miseráveis, incapazes de mostrar o poder de Deus, as pessoas não temem e nem creem mais, porque não damos testemunhos do amor de Jesus Cristo. Muito pelo contrário, estamos trabalhando contra o Reino, pois o nosso testemunho é terrível. Os desfavorecidos não recebem a nossa atenção; escolhemos a quem ajudar ou socorrer, escolhemos a quem amar, a quem ajudar, como se todos não fossem filhos do mesmo Pai. Esse procedimento somente nos afasta do Senhor, por isso, quando levantamos as nossas mãos sujas ao Senhor, clamando, nada recebemos, por isso a porta não se abre. "E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios." (Marcos 12:33). Jesus mandou amar o próximo, mas gostamos somente de amar os que escolhemos como amigos, ou parentes, ou quem pode nos ajudar, mas não todos, e, por tal razão, quando batemos, a porta não se abre, e não vai abrir, porque não praticamos o Evangelho. A porta, para se abrir para nós, devemos abri-la primeiro para os outros, devemos manter a porta aberta para todos. "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim? Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus."(Mateus 5:44-48).

Leiam e pratiquema Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino 

Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário