NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

QUEM É O SACERDOTE

"Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou." (Hebreus 7:1)

Somente conhecemos esse sacerdote Melquisedeque em dois versículos no livro de Gênesis, exatamente quando ele veio para receber os dízimos do pai da promessa. Desde o início vemos a seriedade com que Deus trata da questão sobre dizimar e, principalmente, onde. Melquisedeque, considerado um tipo de Cristo, era rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo. O significado do seu nome é REI DE JUSTIÇA, e a palavra Salém se assemelha ao termo hebraico, que quer dizer PAZ. De igual modo, Jesus Cristo, o Rei dos reis, tem um reino de justiça e paz, e é o nosso Sumo Sacerdote eternamente. Não há registro de alguém ter dado o dízimo antes de Abraão. Surge, então, a pergunta: quem o inspirou a praticar tal ato? Certamente, foi o mesmo Senhor que lhe dera a vitória contra os inimigos. Abraão é o pai da promessa, todos nós do mundo inteiro somos abençoados nele através de Jesus Cristo, com o cumprimento da promessa. "A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz." (Hebreus 7:2). Deus deu a promessa a Abraão e depois enviou seu sacerdote para receber o dízimo dele, porque é sinal de obediência, de submissão, assim, aquele que era grande se submeteu ao Senhor e recebeu desse alimento, ou seja, bênçãos e força, e a posteriori a promessa se cumpriu. "E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo.
E abençoou-o, e disse: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra; E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo." (Gênesis 14:18-20).
 
Muito pouco se fala a respeito desse sacerdote, mas o fato é que Deus inspirou Abraão a dizimar e enviou o seu Sacerdote para receber esse dízimo daquele que tinha a promessa que se cumpriu no próprio Sacerdote. Por isso devemos sempre examinar onde estamos devolvendo os nossos dízimos, se realmente estamos fazendo isso com um sacerdote do Senhor, ou se estamos simplesmente cumprindo uma ordem humana, porque, se devolvermos para qualquer um, ou lugar, nada receberemos do Senhor, e as promessas do Senhor não se cumprirão em nossas vidas.
"Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre." (Hebreus 7:3). Melquisedeque simplesmente surgiu para receber o dízimo de Abraão e depois não mais se fala nele na Bíblia. Ele sumiu e só temos referências dele novamente aqui, nesse texto do apóstolo Paulo. Mas esse Sacerdote, que também era a rocha que forneceu água para o povo no deserto, é a nossa Rocha, que é Jesus Cristo. A Bíblia relata que Melquisedeque era rei de Salém, mas não fala onde ficava Salém, e ainda diz que esse sacerdote não tinha genealogia, ou seja, sem pais ou irmãos, sem parentes. O Pai da promessa teve que cumprir a obediência, e o Senhor poderia ter levantado qualquer um para receber essa obediência, esse dízimo, mas enviou o Sacerdote, que é a Rocha, e a promessa se cumpriu Nele. Assim, se Abraão devolvesse o dízimo a qualquer sacerdote, estaria inviabilizando o cumprimento da promessa. Portanto, quando vamos devolver os dízimos do Senhor, nossa obediência, obrigação, submissão, devemos examinar onde, pois não basta ser uma igreja que tem o nome de evangélica, ou alguém que se diz pastor. Devemos saber se esse pastor, sacerdote realmente representa o Senhor, se ele vive de acordo com a Palavra de Deus, pois o representante do Senhor tem que viver e agir de acordo com o representado. Não basta falar quem é, tem que ser e mostrar que é um homem (não mulher) de Deus, um sacerdote, agindo como tal; caso contrário, você que dizima com este jamais receberá o cumprimento de promessas em sua vida."Considerai, pois, quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu os dízimos dos despojos. E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão." (Hebreus 7:4-5)Levi era filho de Jacó com Lia, e não com Raquel, a esposa que ele mais amava. Deus escolheu os descendentes de Levi para serem os sacerdotes Dele. Assim, somente os descendentes de Levi, ou seja, a tribo de Levi, poderiam ministrar na casa do Senhor, na obra do Senhor. Os sacerdotes do Deus Altíssimo tinham que ser da família de Levi, e mesmo estes, que tinham a obrigação de receber os dízimos do Senhor através de seu Patriarca, pagaram dízimo.
"Mas aquele, cuja genealogia não é contada entre eles, tomou dízimos de Abraão, e abençoou o que tinha as promessas. Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior." (Hebreus 7:6-7).Melquisedeque, sacerdote do Senhor, tomou dízimo desses sacerdotes, assim também sabemos que é dever, mandamento, obrigação de todo sacerdote dizimar essa obediência, que se aplica primeiro ao sacerdote, para que possa receber as bênçãos do Senhor e ter condições também de abençoar as ovelhas e todos os que o procurarem. Assim não se pode dizimar em uma igreja somente porque a frequenta, ou por qualquer outro motivo. Deve-se examinar se ali a Palavra verdadeira é pregada e ensinada, se o sacerdote vive de acordo com os preceitos do Senhor. Porque não é por querer ajudar esta ou aquela congregação ou sacerdote que podemos dizimar neste ou naquele ministério, e sim dizimar a quem é o nosso sacerdote, nosso líder espiritual, a quem devemos obediência, e, principalmente, quem representa o Senhor. "E aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive." (Hebreus 7:8), Aqui devolvemos os dízimos a sacerdotes que um dia morrerão, mas, se devolvermos para um legítimo representante de Deus, com certeza este também um dia deixará este tabernáculo,mas renascerá e viverá com o Senhor, e quem recebe como obediência é o Senhor, porque Jesus é o que vive por toda a eternidade. Mas se devolvermos para qualquer ministério, por qualquer motivo, quem recebe é o homem e, portanto, não o Senhor, e este que não honra o ministério vai morrer por toda a eternidade, e junto os que o seguiam e a ele obedeciam. Devemos sempre estar em alerta para saber se, quando estamos devolvendo os dez por cento das nossas rendas, se estamos devolvendo, apresentando ao Senhor, ou ao homem, porque só receberemos do Senhor o cumprimento das suas promessas se estivermos obedecendo-lhe. Dízimo não é oferta, nem doação, os dízimos são do Senhor, e devemos devolver a Ele a casa do tesouro, onde nos alimentamos; e isso quer dizer alimento puro, que é o Senhor. Não podemos a despeito de ajudar devolver os dízimos a alguém que não seja um sacerdote do Deus altíssimo, caso contrário ele perde o valor como dízimo. "E, por assim dizer, por meio de Abraão, até Levi, que recebe dízimos, pagou dízimos. Porque ainda ele estava nos lombos de seu pai quando Melquisedeque lhe saiu ao encontro." (Hebreus 7:9-10). Todos sem exceção têm que prestar obediência devolvendo ao sacerdote da ordem de Melquisedeque os dízimos do Senhor, assim também como os sacerdotes, para poderem se alimentar, receberem as bênçãos e alimentar os outros. "De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque, e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei. Porque aquele de quem estas coisas se dizem pertence a outra tribo, da qual ninguém serviu ao altar."(Hebreus 7:11-13).

Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário