NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

DONS ESPIRITUAIS

"Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação." (1 Coríntios 14:1-3) 
            Seguir o amor é seguir Jesus, pois Deus é Amor; e se estamos seguindo Deus, temos o Espírito Santo, portanto devemos buscar os dons espirituais não somente para o nosso crescimento espiritual, como para capacitação na divulgação do Evangelho, através de pregações, testemunhos, louvor ou obra. Os dons são vários, mas a Bíblia nos fala que o mais importante é o amor, mas o amor bíblico, não esse outro que se apregoa por aí. E o dom de falar em línguas não é para ser usado como demonstração de grande espiritualidade, como muito se vê em vários lugares em que é usado por várias pessoas e de forma confusa. Também fala que o dom de profecia é o que mais deve ser buscado e usado, mas profetizar não é falar do passado, e sim falar da parte de Deus, mostrar de forma clara o futuro, e, principalmente, confrontar o erro, o pecado, e chamar à obediência. Profetizar nada tem com o falar em línguas, e nem usar linguagem diferente, antiga, é simplesmente comunicar de acordo com a Palavra de Deus sobre acontecimentos futuros. "O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja." (1 Coríntios 14:4). Falar em línguas é  orar, falar com Deus e não ao contrário, portanto  edifica somente a quem está orando, e por tal motivo não tem porque alguém que se diz profeta ficar falando línguas estranhas para entregar profecias. Profetizar é um alerta de maneira direta, pode ser para uma pessoa, um grupo ou até mesmo para uma nação; profetizar é levar ao conhecimento de outro(s) ou de outras pessoas fatos que irão acontecer, se não obedecerem à Palavra de Deus, ou simplesmente comunicar, dar uma notícia para trazer esperança. Mas a profecia tem que se cumprir nesse caso.
"E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação." (1 Coríntios 14:5). Falar em línguas é um dom, uma mostra clara, aparente do batismo com o Espírito Santo, mas  é muito mais importante o dom de profetizar, pois o profeta exorta, admoesta, consola, conforta, já o que está falando em línguas está falando  com Deus, é somente a oração dele, individual. Quando alguém fala em línguas, ninguém o está entendendo, e muitas vezes a pessoa pode estar usando um decoreba, para impressionar, fato muito comum atualmente, ou pode estar falando  não a língua dos anjos, mas a dos demônios. Muitas vezes pessoas falam uma língua estranha, nas igrejas colocam as mãos nas cabeças das pessoas falando uma língua estranha, e podem estar amaldiçoando, e não abençoando. Assim, quando alguém aprende, decora palavra de línguas estranhas e as fica repetindo nada tem com Deus. Alguém, para falar em línguas estranhas em público, tem que ter outra para interpretar, e nunca pode ser a mesma pessoa que fala. "E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?"(1 Coríntios 14:6). As pessoas nada conseguem transmitir  quando estão falando em línguas, o que acontece é que a emoção faz com que os ouvintes deem glórias,  mas não sabem nem mesmo porque; podem até estar recebendo uma maldição ou profecia do inferno e estão glorificando exatamente por não entenderem o que se está falando. Na igreja ou com as pessoas devemos falar de forma clara, e não se precisa usar linguagem antiga, ou bíblica, mas falar de forma clara, doutrinando, revelando, profetizando ou mostrando o cumprimento da Palavra de Deus de maneira científica. "Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara?" (1 Coríntios 14:7). Quando ouvimos o som de um violão, sabemos que é um violão sem mesmo vê-lo, ou qualquer outro instrumento; identificamos as coisas, objetos, pelo som, pelo barulho que fazem, como então identificaremos ou saberemos o que alguém está dizendo se não nos fala de maneira clara e no nosso idioma? O falar em línguas é para orar de maneira individual, e nunca em público se não houver um intérprete, e todos os que agem de maneira contrária estão indo frontalmente contra a Palavra de Deus.
            "Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar." (1 Coríntios 14:8-9).Se o som do violão, da guitarra, da trombeta e todos os instrumentos  fosse igual, como saberíamos qual seria cada um?Portanto, devemos ser sábios e não permitirmos ou concordarmos com pessoa alguma que venha até nós orando e falando em outras línguas, nem aceitar que se ore no altar em línguas estranhas, porque não se sabe exatamente o que a pessoa está dizendo. Sempre e em todos os casos deve haver um intérprete e jamais a mesma pessoa que fala pode interpretar a si mesma. "Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim."(1 Coríntios 14:10-11). Todos os tipos de sons e vozes têm a função específica de identificação da espécie e da comunicação. Portanto, todas as vozes e sons são identificados por eles mesmos, assim como sabemos e entendemos pelo que cada um nos fala e transmite. Mas se  não pudermos identificar as vozes e as pessoas não identificarem a nossa voz, então será uma verdadeira mixórdia."Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja." (1 Coríntios 14:12).Devemos buscar com afinco os dons espirituais  que sejam para o crescimento da igreja, que haja utilidade na pregação do Evangelho, e não  nos preocupemos com o falar em línguas, pois esse na igreja é somente para demonstração de espiritualidade inadequada. Os dons de Deus são para serem usados em benefício do próximo e não para trazer confusão ou dúvidas. "Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto." (1 Coríntios 14:13-14).Todos os que oram, falam em línguas, devem orar, pedir, clamar para que o Senhor lhes dê entendimento e assim eles possam saber o que estão dizendo, para que tenham conhecimento. Devem interpretar a si mesmos somente diante do Senhor e não diante das pessoas, ou na igreja, devem buscar entendimento para saberem o que estão falando com o Senhor, para terem entendimento. "Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento." (1 Coríntios 14:15).Temos que orar, louvar, cantar, e tudo o que fizermos com o Senhor e para o Senhor com entendimento. Sejamos adultos, e não crianças, façamos tudo com conhecimento e em espírito, e não permitamos que a emoção nos domine, pois a emoção simplesmente atrapalha e impede o crescimento espiritual, além de conduzir à morte espiritual."De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes?Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado."(1 Coríntios 14:16-17).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição dia e noite para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. 
Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Co 9:7 Doar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus.  
MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário