NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

MOTIVO DE RISO

“E, quando chegaram ao lugar chamado a Caveira, ali o crucificaram, e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda.” (Lucas 23:33)

            Jesus nasceu em uma manjedoura, ou seja, um lugar destinado a animais. Viveu de forma simples, andou com pescadores e não conquistou nenhum patrimônio material; a sua herança foi a sua roupa, a qual dividiram lançando sortes e atiraram ali, ao pé da cruz, apesar de ser o Dono e Criador de tudo. Foi crucificado junto com bandidos, com ladrões, para mostrar de forma clara que Ele tinha vindo para salvar os pecadores, os perdidos, e também ensinar que o Reino não é conforto ou luxo, aqui; que Ele veio para salvar a alma, salvar da perdição e sofrimento eterno. Do nascimento à morte Jesus deixou claro, através de palavras e vida, que Ele não tem nenhum compromisso com riquezas mundanas, e que a pregação e o ensino de prosperidade nada têm a ver com o seu Evangelho, caso contrário em algum momento Ele o diria, uma vez que abordou todos os assuntos, mas, na verdade, Ele ensinou e preveniu o mal que as riquezas trazem. “E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes.” (Lucas 23:34). Jesus até o último momento somente clamava por perdão pelos seus algozes, pois sabia da ignorância deles, uma vez que tinham prazer em condenar e executar o Filho de Deus. Jesus, como nosso advogado, intercedia por aqueles que o desprezavam e escarneciam Dele, pois somente por ignorância alguém poderia cometer tamanha atrocidade e ser cego para não reconhecer no Senhor o Filho de Deus, Nesse ato, o Senhor nos ensina o que é amor, o amor incondicional, o verdadeiro amor, amar a quem nos despreza e nos fere, amar a quem quer que seja, que queira tirar as nossas vidas. “E o povo estava olhando. E também os príncipes zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus.” (Lucas 23:35). Jesus ali no sofrimento foi motivo de gracejo, de zombaria. As autoridades religiosas da época, os sacerdotes, faziam piadas e não entendiam que simplesmente com os seus comentários estavam atestando a sua ignorância, pois estavam rindo do Messias, do Salvador; e todo aquele povo, que antes tinha sido curado, liberto e alimentado por Jesus na multiplicação dos pães e peixes, agora assistia a sua crucificação. Antes tinham exigido a sua morte, tinham escolhido dar vida a um assassino, Barrabás, e pediram a morte de Jesus. Assim são muitos os que ainda hoje continuam pedindo a morte do Senhor, e dando vida aos assassinos, ladrões, bandidos, e isso todos fazem quando rejeitam a Palavra de Deus.
            “E também os soldados o escarneciam, chegando-se a ele, e apresentando-lhe vinagre. E dizendo: Se tu és o Rei dos Judeus, salva-te a ti mesmo.” (Lucas 23:36-37). Todos riam e faziam chacotas Dele, e os soldados lhe falavam que, se Ele era o Rei dos Judeus, que descesse da cruz, ou seja, “se tens poder, aplica para salvar a sua vida, para se safar de nós”. Mais uma vez, isso mostra a ignorância deles, pois, se esse povo tivesse atentado, se não estivesse cego pelo príncipe do mundo, saberia que as Escrituras estavam se cumprindo, porque tudo o que estava acontecendo já há muito tinha sido profetizado pelos vários profetas, uma vez que a sua vida, desde o seu nascimento até a ressurreição, estava revelada nas Escrituras, as quais todos os sábados eles liam nas sinagogas, nas igrejas. Tudo estava acontecendo para se cumprirem as Escrituras, a demonstração de poder que queriam nunca tinha sido prometida ou citada pelo Senhor, e Jesus não era um rei físico de Israel, mas Espiritual. Ele era e é o Criador, é o Deus todo Poderoso, e é Deus, porque vive pela Palavra, e pela obediência a sua Palavra foi morto na cruz. “E também por cima dele, estava um título, escrito em letras gregas, romanas e hebraicas: ESTE É O REI DOS JUDEUS.” (Lucas 23:38). Ao colocar esses dizeres sobre a sua cabeça, a intenção era fazer chacota, piada, mas não sabiam que aquela era uma grande verdade, que Ele realmente era o Rei não somente dos judeus, mas de todos, e os que se submetem a Ele vivem eternamente no seu Reino, mas quem não o reconhece e o aceita padece por toda a eternidade no calabouço. Fizeram todos os tipos de atrocidades e gracejos, piadas com o Filho de Deus, e ainda hoje continuam fazendo. Quem mais assim procede são os líderes religiosos com uma pregação mentirosa, além de todos os que se levantam para pregar, falar e ensinar a Bíblia; o Evangelho legítimo é motivo de gracejo e riso, pois acham que o Reino é feito de ganhos materiais. “E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava Dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.” (Lucas 23:39). Até   o bandido, ladrão, que estava crucificado com Ele e logo também estaria morto, questiona, desafia, porque com certeza não sabia o que estava dizendo e fazendo, pois estava perdendo a maior oportunidade da sua vida, e assim rejeitou a salvação.
            “Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu Reino.” (Lucas 23:40-42). Vemos que um dos ladrões era mais consciente e repreendeu o seu colega. Vemos que, na sua fala de repreensão ao seu colega, Ele reconhece Deus em Jesus e mostra consciência ao saber o motivo do seu castigo que achava merecer, mas sabia que Jesus não o merecia, e pediu socorro ao Senhor, reconhecia que o Reino de Jesus não era neste nem deste mundo, e pediu para ser lembrado. “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.” (Lucas 23:43). A resposta de Jesus para Ele foi uma promessa. Muitos questionam como ele poderia estar com Jesus no paraíso se Jesus ainda ficou três dias e foi ao inferno quando tomou as chaves da morte, ou seja, somente subiu ao Pai depois de três dias? Mas se esquecem de que Jesus é Deus, e, portanto, Jesus levou três dias para subir, mas Deus estava no Paraíso, e Jesus disse: “quem vê a mim vê o Pai”, e disse também: “Eu e o Pai somos um”. Não sabemos como esse ladrão viveu, mas sabemos que no último instante conseguiu a sua salvação. “E era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até a hora nona, escurecendo-se o sol; E rasgou-se ao meio o véu do templo. “(Lucas 23:44-45). O véu que simbolizava a separação foi rasgado, assim mostrando que todos poderiam ir direto ao Pai e falar em nome de Jesus Cristo. As trevas, a escuridão, foi na hora em que o Senhor com todos os nossos pecados sobre os ombros sentiu o afastamento de Deus Pai, pois o pecado é que nos afasta de Deus. Naquele momento em que houve a transferência do pecado e no auge do sofrimento de Jesus, Deus fechou os olhos e houve treva intensa sobre toda a terra. “E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.” (Lucas 23:46). O Senhor gritou e Ele mesmo entregou a sua vida, assim como tinha dito que ninguém tomaria a sua vida, mas Ele a entregaria por muitos. Assim aconteceu ali na cruz do Calvário, sobre escárnio, piadas, chacotas, afrontas de todos os religiosos e os que tinham recebido muito Dele, e Ele estava morrendo por todos nós, para que pudéssemos ter Vida Nele. “E o centurião, vendo o que tinha acontecido, deu glória a Deus, dizendo: Na verdade, este homem era justo. E toda a multidão que se ajuntara a este espetáculo, vendo o que havia acontecido, voltava batendo nos peitos.” (Lucas 23:47-48).
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
                                      Pr.Henrique Lino
Se você está passando por algum problema na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas, homossexualismo, ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição 24 horas por dia para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual.
https://www.facebook.com/atalaiadedeus Skype: atalaiadedeus
Visitem nosso site(www.atalaiadedeus.com.br) - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo divulgar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração e oferta de amor. "Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” II Co 9:7 Ofertar é um privilegio. Semeando qualquer valor você estará contribuindo com a expansão do Reino de Deus. Envie sua oferta em nome de 

MINISTÉRIO ATALAIA DO EVANGELHO DE DEUS
BANCO ITAU
AGENCIA: 1639 CONTA CORRENTE: 61520-0
Banco: CAIXA ECÔNOMICA
AGÊNÇIA: 1529 OPERAÇÃO: 022 CONTA POUPANÇA NÚMERO: 230-5
Você será um agente evangelizador deste Ministério.
Sua colaboração é muito importante para nós.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário